Bundesliga

Na despedida dos irmãos Bender, Lars teve um momento emocionante ao marcar o gol do Leverkusen

Lars e Sven Bender fizeram o último jogo como jogadores profissionais contra o Dortmund e Lars entrou em campo aos 44 minutos para cobrar um pênalti e marcar o gol do Leverkusen

Em dezembro de 2020, os irmãos gêmeos Lars e Sven Bender anunciaram que iriam pendurar as chuteiras ao final da temporada. O anúncio surpreendeu, porque ambos têm 32 anos e os próprios dirigentes do clube deles, Bayer Leverkusen, não estavam esperando por isso. Os problemas físicos frequentes com as lesões os fizeram tomar essa decisão. Neste sábado, na última rodada da Bundesliga e que seria o último jogo dos dois, um momento emocionante nos minutos finais de Lars como jogador profissional.

O jogo acabou em derrota do Bayer Leverkusen por 3 a 1 para o Borussia Dortmund no Signal-Iduna Park, casa dos aurinegros, mas o tento marcado pelos Aspirinas teve algo de especial. Aos 44 minutos do segundo tempo, o placar já marcava 3 a 0 para o Dortmund. Erling Haaland (duas vezes) e Marco Reus já tinham garantido a vitória do time da casa.

Naquele momento, o técnico Hannes Wolf tinha colocado dois jogadores para entrarem em campo: Julian Baumgartlinger e Lars Bender. Os dois estavam voltando de lesão e de um longo tempo afastados. Baumgartlinger jogou pela última vez no dia 23 de janeiro, mesmo dia que Lars Bender tinha entrado em campo pela última vez. Lars substituiu o irmão, Sven, o que por si só é bastante simbólico.

Logo antes da entrada dos dois jogadores, o árbitro Manuel Gräfe, que curiosamente também fazia a sua despedida, marcou um pênalti para o Leverkusen. Lars Benders entrou em campo direto para a marca da cal. A substituição já tinha sido emocionante, porque Sven deixava o campo pela última vez e Lars entrava em campo pela última vez. E ele assumiu a cobrança da penalidade, como deveria ser mesmo.

Lars cobrou o pênalti e marcou o gol sem dificuldades. O goleiro do Dortmund, Roman Bürki, requer pulou na bola. O placar já estava 3 a 0, era um dos últimos lances do jogo e, assim, Lars marcou o seu último gol como profissional. Curiosamente, o seu último gol antes deste sábado tinha sido também contra o Dortmund, e não foi um gol qualquer: foi o gol da vitória em um emocionante 4 a 3 em fevereiro de 2020.

“É tanta emoção, tanta memória, foi intenso”, comentou Lars ao final do jogo, em entrevista à Sky, dada junto ao irmão, também se aposentando. “Eu quero dizer mais uma coisa. Um time de futebol é o símbolo de como a sociedade deveria ser. Um está lá pelo outro, um defende o outro. Não importa quem está ao seu lado, como ele parece, que religião ele tem, que visões ele tem e de que tipo de cultura ele vem. Nós seguimos juntos, não deixamos separar. Esta é a mensagem que eu quero mandar e o que eu levo da minha carreira”, afirmou, emocionado, o jogador.

Falando sobre a aposentadoria, Lars falou sobre o que os irmãos pretendem fazer. “Primeiro, descansar, sentar e tomar umas boas cervejas de trigo. Nós merecemos e há muitas pessoas esperando para brindar conosco”, revelou o jogador. Muito justo. Os irmãos Bender marcaram época no futebol alemão e merecem mesmo descansar e aproveitar. E com uma boa cerveja de trigo alemã, melhor ainda.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Bloqueador de anúncios? Aí é falta desleal =/

A Trivela é um site independente, que precisa das receitas dos anúncios. Desligue o seu bloqueador para podermos continuar oferecendo conteúdo de qualidade de graça e mantendo nossas receitas. Considere também nos apoiar pelo link "Apoie" no menu superior. Muito obrigado!