Os irmãos Lars e Sven Bender nasceram no mesmo dia e, no mesmo dia, encerrarão suas carreiras de jogadores profissionais. Atualmente no Bayer Leverkusen, ambos emitiram um comunicado conjunto, nesta segunda-feira, anunciando que não renovarão os seus contratos, com validade até o fim da temporada, e se aposentarão após 500 partidas de Bundesliga entre eles, quando tiverem completado 32 anos: 255 de Sven, 252 de Lars.

“Depois de pensar muito e incontáveis cenários sobre nosso futuro, decidimos finalmente chegar à decisão de não continuar nossa jornada com o Bayer Leverkusen. Nós sentimos a responsabilidade de informar o clube desta decisão com boa antecedência. Esta decisão não foi fácil, inclusive pela relação honesta, justa e compreensível que temos com a administração do Leverkusen. O Bayer agora tem tempo de se planejar e isso era importante para nós”, afirmaram.

Pelo Twitter, o Bayer Leverkusen acrescentou que o anúncio também significa o fim de suas carreiras profissionais. Na nota, ambos citaram dores e problemas físicos. A última temporada relativamente pouco acidentada de Lars foi em 2014/15, quando disputou 26 partidas da Bundesliga e quase toda a campanha na Champions League. Passou muito tempo afastado nos dois anos seguintes e, desde então, joga cerca de metade das partidas do clube.

Na atual campanha, o lateral direito está atuando bastante. Fez 10 das primeiras 11 rodadas da Bundesliga antes de perder as últimas duas por uma lesão na coxa. Após terminar sua passagem pelo Borussia Dormtund no estaleiro, Sven tem sido titular e bastante utilizado desde que chegou ao Leverkusen, em 2017. Também havia começado a Bundesliga atuando com frequência, como zagueiro, antes de começar a sentir problemas físicos na nona rodada. Não entra em campo há aproximadamente um mês.

Hoje majoritariamente defensores, ambos foram meias nos anos mais dourados de suas carreiras. “No fim do dia, não foi uma decisão contra o clube, mas pela saúde e pela família. Nós reconhecemos que será difícil jogar futebol neste alto nível além desta temporada. Qualquer um que nos conheça sabe que damos 100% todos os dias. Para nós, isso sempre foi uma exigência básica em treinamentos e partidas. Infelizmente, está ficando cada vez mais difícil jogar ter desempenho consistente por causa de toda a dor e os problemas físicos que estão nos afetando mais e mais”, disseram.

Lars Bender chegou do 1860 Munique e passou os últimos 11 anos no Bayer Leverkusen. É capitão do time desde 2015. “Eu poucas vezes vi outro jogador no Leverkusen que se identificou tanto com o Bayer. Nós devemos a Lars muita gratidão”, afirmou o diretor-esportivo Rudi Völler. “Há poucos jogadores na Bundesliga como Lars e Sven. Eles representam elegância, extremo profissionalismo e absoluta confiabilidade, além de determinação e comprometimento”.

Também revelado pelo 1860 Munique, Sven tomou outra trajetória, em 2009, ao se juntar ao Borussia Dortmund de Jürgen Klopp – e muito por causa disso, é o mais condecorado dos dois irmãos, com dois títulos da Bundesliga, da Copa da Alemanha e da Supercopa da Alemanha. “Fiquei surpreso com a notícia. Sou mais próximo de Sven, mas também conheço o Lars. Os dois são ótimas pessoas. Em termos de caráter, perfeitos”, afirmou o diretor-esportivo do Dortmund, Michael Zorc.

Ambos têm aproximadamente 60 partidas pelo 1860 Munique. Lars defendeu o Leverkusen outras 337 vezes. Sven soma 224 jogos pelo Borussia Dortmund e 123 pelo seu atual clube. Vice-campeões olímpicos em 2016 no Rio de Janeiro como os jogadores acima da idade limite, os irmãos também defenderam a seleção alemã, com sete jogos para Sven e 19 para Lars.

.