Bundesliga

50 jogos sem perder: Leverkusen atropela o Bochum por 5 a 0 e segue fazendo história

Já campeão da Bundesliga, time de Xabi tinha que encontrar o último time que o havia derrotado, mas sem nenhuma dificuldade emplacou uma goleada e segue sorrindo

Acredite se quiser: a última derrota do Bayer Leverkusen foi há 352 dias, justamente contra o Bochum. Poderia ser esse o momento de uma das maiores histórias do futebol, caso perdesse de novo, mas não foi. O Leverkusen simplesmente atropelou o Bochum por 5 a 0 e continua com a sua sequência incrível de invencibilidade e fazendo história no futebol. 

Como não tinha mais o que fazer no campeonato, mas ainda com jogos para cumprir, a missão do time de Xabi Alonso era simplesmente se manter sem perder jogos. Agora, são 50 jogos – 41 vitórias e 9 empates e 0 derrotas.  Simplesmente o imparável time alemão.

O campeão gosta de ganhar

O jogo começa com o Bochum vindo para cima do Leverkusen. Tanta intensidade que acabou virando afobação para Passlack, que cometeu uma falta e foi expulso com cartão vermelho. Com um a mais, o campeão da Bundesliga acordou e passou a atacar mais e tomar mais conta do jogo.

Na tentativa de abrir o placar, Xhaka manda um chute forte que explode na trave, logo depois Boniface finaliza mandando para fora e, por último, Kossounou também tenta, mas manda para fora. Eram tantas tentativas que era só questão de tempo para o Leverkusen abrir o placar. E assim foi. Schick finaliza dentro da área e manda a bola para dentro do gol.

Foto: Icon Sport. Xhaka marca o 1º gol do Leverkusen no jogo.

Envolvidos pelo time do Leverkusen, o Bochum não tentou mais nada no 1º tempo. Com um a menos e com os visitantes crescendo a cada momento, só sobrou para o Bochum ver o Leverkusen ampliar o placar. Em um lance que virou pênalti, Boniface ajeitou a bola e fez 2 a 0 para o Bayer.

Bochum tenta, mas não consegue assustar o Leverkusen

O campeão alemão volta atacando e aos 4 minutos, Riemann, goleiro do Bochum, defende uma boa finalização de Schick. A marcação do Bayer é alta, mas não tanto quanto no 1º tempo e com isso, o Bochum consegue abrir mais e sair de trás, coisa que não havia conseguido até agora, e se impor um pouco mais no jogo.

Mas após algumas mexidas de Xabi Alonso, o Leverkusen retoma o comando da partida e fica com bastante tranquilidade para conduzir e criar, levando o segundo tempo com bastante tranquilidade. Com espaço para jogar, o Leverkusen ataca e o placar poderia estar maior no começo do segundo tempo se não fosse o goleiro do Bochum.

Mas como já dizia o ditado popular: “água mole em pedra dura, tanto bate até que fura”, o Leverkusen insistiu e conseguiu achar mais gols. O terceiro veio com Adli, que já tinha tentado marcar o seu em outras finalizações. Defensivamente, o Bochum sofre. Foram 70 gols sofridos na temporada. No final do jogo, o Bochum se desconectou totalmente da partida e o Bayer aproveitou para marcar o seu 4º gol com Stanišić e nos acréscimos, o 5º gol com Grimaldo, que saiu do banco de reservas para fechar o caixão do Bochum. Melhor para o Leverkusen, que já tem a taça no bolso e se mantém invicto.

Na próxima rodada, última da Bundesliga, o Bochum vai lutar pela sua permanência na Bundesliga. Com apenas 1 ponto fora da zona de rebaixamento, o time joga contra o Werder Bremen, no sábado, dia 18/5. Já o Leverskusen joga contra o Augsburg, para receber em casa a taça e podendo ser o 1º campeão invicto da história da Bundesliga.

Foto de Gabriella Telles

Gabriella Telles

Gabriella Telles é nascida e criada no subúrbio do Rio de Janeiro. Se formou em Jornalismo pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e já trabalhou na TNT Sports. Apaixonada por futebol, pagode e corrida.
Botão Voltar ao topo