Bundesliga

O Holstein Kiel prometia uma das camisas mais legais da temporada, mas foi proibido pelos cartolas

O Holstein Kiel viverá uma temporada histórica em 2017/18. Depois de 36 anos, o principal clube do extremo norte da Alemanha estará de volta à segunda divisão da Bundesliga. E a almejada promoção seria comemorada com uma camisa especial. Seria. Porque, afinal, as autoridades da liga alemã resolveram barrar o desenho. A regulamentação não autoriza a reprodução de qualquer imagem no uniforme. Seria diferente, por exemplo, com formas geométricas ou outros traços que pudessem ser considerados como parte do design.

VEJA TAMBÉM: Depois de 36 anos, o clube mais dinamarquês da elite alemã ressurge na segundona

O motivo da controvérsia foi a reprodução de um mapa do ‘Kieler Förde’, uma das principais referências geográficas da região. A enseada do Mar Báltico, que “adentra” no território, possui uma extensão de 17 quilômetros e foi formada pelo movimento glacial durante a última Era do Gelo. Kiel se desenvolveu ao redor do fiorde, que abriga também um porto de importância histórica para o comercio e a navegação na área. O mapa retrataria o Kieler Förde em 1900, ano de fundação do clube.

Diante da negativa, o Holstein Kiel e a Puma terão que desenvolver uma nova camisa para disputar a segunda divisão do Campeonato Alemão ou suprimir o desenho do mapa. Ao menos, a figura poderá estampar os uniformes nos jogos da Copa da Alemanha e também dos amistosos. E certamente se tornará uma peça rara entre os colecionadores. Pela beleza e pela originalidade da ideia, merece – por mais que os cartolas torçam o nariz.

Campeão nacional em 1912, o Holstein Kiel foi participante costumeiro da elite do Campeonato Alemão até os anos 1930, quando competia com o Hamburgo pela hegemonia no norte do país. Sua última aparição na fase final da competição, regionalizada antes do advento da Bundesliga, aconteceu em 1956/57. Depois disso, militou por anos na segundona, até perder a força e despencar pelas tabelas depois de 1981. Em 2016/17, enfim, conquistou o acesso, ao terminar com o vice-campeonato na terceirona. Há ainda uma forte questão de orgulho regional ao redor do clube, principal representante do estado de Schleswig-Holstein – que compõe o sul da península da Dinamarca, embora pertença à Alemanha.

* Vimos no Who Ate all the Pies

kiel

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo