Bundesliga

Com frango inacreditável, Bayer Leverkusen vence Mainz e se aproxima mais de título inédito da Bundesliga

Bayer Leverkusen fez gol relâmpago, mas só conseguiu vitória contra o Mainz por falha do goleiro adversário. Time agora tem 11 pontos na frente do Bayern

Talento e trabalho duro fazem clubes serem campeões, mas além dos dois fatores, é preciso também um pouco de sorte. E foi com o terceiro atributo que o Bayer Leverkusen venceu um difícil jogo pela Bundesliga, nesta sexta-feira (23). Jogando na BayArena, o time da casa derrotou o Mainz por 2 a 1, e se isolou ainda mais na liderança do campeonato alemão. Os volantes Granit Xhaka e Robert Andrich fizeram os gols do time das Aspirinas, sendo o último com grande colaboração do goleiro Robin Zentner. O gol de honra dos visitantes foi anotado por Dominik Kohr.

Com o resultado em casa, o Bayer Leverkusen manteve a sua espetacular e invicta campanha em 23 jogos de Bundesliga. O clube de Xabi Alonso chegou aos 61 pontos na primeira colocação, e agora está a 11 do vice-líder Bayern de Munique, que encara o RB Leipzig em um perigoso jogo neste sábado (24). Já o Mainz bateu na trave, mas segue na zona de rebaixamento. O time alvirrubro permaneceu no penúltimo lugar, com apenas 15 pontos.

Jogo teve gols relâmpagos e anfitriões perdendo muitas chances

Xabi Alonso começou a partida mostrando que em time que está ganhando se mexe sim. Para a partida, o treinador colocou Adli como o homem mais adiantado na vaga de Schick, deixando Hoffmann aberto pela ponta direita. E logo aos 3 minutos, o Bayer Leverkusen abriu o placar com um golaço. Após tentativa de cruzamento de Grimaldo, Xhaka pegou o rebote e de primeira, acertou um petardo de fora da área que encobriu o goleiro, dando ao líder da Bundesliga a vantagem já no início da partida.

Mas surpreendentemente, o empate do Mainz veio 4 minutos depois. Após levantamento para a grande área em cobrança de falta, Widmer jogou a bola para a área e de cabeça, Kohr igualou o placar ao deslocar Hradecky.

Jogando em casa, o time anfitrião quase voltou à frente com Hoffmann, em chute espalmado por Zentner. Aos 19 minutos, Xhaka quase fez outro gol em chute de fora da área, mas dessa vez o goleiro do Mainz estava esperto para espalmar. Mas nem por isso o Mainz ficou esperando. Amiri arriscou um perigoso chute, que foi para fora.

Mesmo atuando de forma um pouco nervosa, o líderes voltaram a retomar o controle de jogo e tentaram por diversas vezes jogadas de tabelas pelo lado esquerdo entre Wirtz, Xhaka e Grimaldo. Aos 40 minutos, quase que a defesa do Mainz entrega. Caci deu um passe errado para Van Den Berg, mas após roubar a bola, Hoffmann chutou em cima de Zentner, que foi o grande responsável por fazer o primeiro tempo terminar em 1 a 1.

Entrada de centroavante melhora, mas vitória vem com frango

Na etapa final, foi o Mainz que voltou melhor. A melhor chance dos primeiros minutos veio do time visitante, em que após um cruzamento, Kossounou travou um cruzamento e impediu o gol da virada do Mainz. Vendo o time regredir, Xabi Alonso voltou à formação antiga e colocou Schick na vaga de Hoffmann, que perdeu diversas oportunidades no primeiro tempo. A mudança mexeu no brio da equipe, que quase fez o segundo gol aos 16 minutos. Porém, a cabeçada de Adli passou raspando da trave.

Mais ligado, o Bayer Leverkusen passou a pressionar mais, e conseguiu outro gol aos 23 minutos, em uma falha medonha do Zentner. Andrich recebeu passe de Wirtz e com espaço, bateu de fora da área. Na hora de encaixar, o goleiro não agarrou a bola firme e ela passou por cima do goleiro. Mesmo tentando voltar, ele não conseguiu impedir a bola de bater na rede. A retomada da vantagem não fez o time anfitrião tirar o pé do acelerador, mesmo se expondo menos. A situação ficou ainda mais confortável após a expulsão de Ngankam por carinho em Xhaka. O Mainz ainda tentou buscar um empate no fim do jogo, mas a defesa não deixou a bola chegar na meta de Hradecky antes do árbitro encerrar o jogo. E assim foi que o Leverkusen abriu a rodada 23 com mais uma vitória, mais líder da Bundesliga do que nunca.

Foto de Vanderson Pimentel

Vanderson Pimentel

Jornalista formado em 2013, e apaixonado por futebol desde a infância. Em redações, também passou por Estadão e UOL.
Botão Voltar ao topo