AlemanhaBundesliga

15 minutos para a história: Rapid Viena conquistou a Bundesliga diante do Schalke 04 e dos nazistas em 1941

Depois da anexação da Áustria, o Rapid Viena disputou o Campeonato Alemão e venceu o poderoso Schalke 04 diante dos nazistas em Berlim

Manhã de 12 de março de 1938. O caudilho Adolf Hitler dá início ao plano de dominar a Europa, começando pela vizinha Áustria. Os nazistas invadem o território daquele país, que passou a pertencer aos germânicos – em abril do mesmo ano, o nazismo arranja um referendo, em que 99,7% da população, pressionada, “avaliza” a união dos dois países. O evento, conhecido como Anschluss, provocou mudanças esportivas nas duas nações envolvidas, resultando na extinção do Campeonato Austríaco e incorporação deste às ligas em curso. Assim, os clubes austríacos passaram a disputar as competições alemãs.

Tanto nos torneios de mata-mata como nos de pontos corridos, as equipes da Áustria não encaravam as da Alemanha logo de cara, mas apenas numa fase avançada. Para chegar até ela, os austríacos tinham de se enfrentar, numa competição essencialmente amadora.

O prenúncio

Na Copa da Alemanha de 1938, por exemplo, houve uma Fase Preliminar, somente com os clubes alemães. Nas oitavas de final, mais oito embates, em que os times foram divididos em chaves germânicas e austríacas. O Rapid Viena, tradicional clube da região anexada pelos nazistas, começou sua campanha goleando o SC Austro Fiat Viena (5 a 1), alcançando as quartas de final, de abrangência nacional.

O SV Waldhof Mannenheim  (atualmente na 4ª Divisão da Alemanha) se opôs ao Rapid Viena, mas não foi capaz de abater o adversário, que seguiu em frente (3 a 2). Nas semifinais, o Nuremberg (hoje na Bundesliga) também caiu diante dos “ex-austríacos”, por 2 a 0, permitindo que o clube de Viena alcançasse a grande final de um torneio alemão.

Conteúdos relacionados

Em 8 de janeiro de 1939, no lendário estádio Olímpico de Berlim, 40.000 torcedores viram a vitória magra do FSV Frankfurt (atualmente na 2ª Divisão) se transformar em derrota de 3 a 1, com três gols nos últimos dez minutos.

A surpresa

Em 1941, dez clubes da Áustria se digladiaram por uma vaga na Fase Nacional do Campeonato Alemão. As equipes se enfrentaram em turno e returno e, após 18 rodadas, o Rapid Viena sagrou-se campeão da etapa regional. Bastante superior aos adversários, o time da atual capital austríaca somou 28 pontos (12v, 4e, 2d), quatro à frente do Admira Wäcker, mas com incríveis 82 gols marcados e apenas 29 sofridos. O atacante Franz Binder (defendeu as seleções de Áustria e Alemanha; falecido em 24 de abril de 1989, aos 77 anos) começava a mostrar toda sua qualidade, anotando 27 gols (32,9% dos tentos do Rapid Viena) na fase regional.

Classificado, o clube de Viena adentrou na etapa nacional, fazendo parte do Grupo 4, ao lado de 1860 Munique, Stuttgarter Kickers e Vfl Neckarau, todos da Alemanha., cuja campanha começou com uma sonora goleada (7 a 0) sobre o Vfl Neckarau. Ao fim das seis rodadas, o único revés dos austríacos aconteceria frente ao 1860 Munique (2 a 1), mas os nove pontos (24 gols marcados e cinco sofridos) foram mais do que suficientes para alçar o Rapid Viena às semifinais.

Em 8 de junho de 1941, o Dresdner SC (hoje na 8ª Divisão), que seria bicampeão alemão (1943 e 1944), foi o adversário. Franz Binder abriu o placar, aos nove minutos do primeiro tempo, e dobrou a vantagem do Rapid Viena, aos dez da etapa final. Cinco minutos depois, Herbert Pohl diminuiu para o Dresdner, mas ficou nisso. Com a vitória de 2 a 1, o clube da região anexada teria condições de brigar pelo inédito título nacional germânico.

Os 15 minutos

22 de junho de 1941. O exército alemão caminha em direção à União Soviética e começa a invadir o território inimigo de Joseph Stallin. Adolf Hitler mal sabia, mas a manobra de guerra acabaria por dar início à queda do nazismo, que sofreria com as baixas temperaturas soviéticas. No mesmo dia, em Berlim, mais precisamente no estádio Olímpico, 95 mil torcedores lotavam a praça de jogo, a fim de acompanhar a vitória certa do grande time da época, o temido Schalke 04.

Os alemães, acompanhados de nazistas presentes nas arquibancadas, começaram a partida em completa euforia. Logo aos cinco minutos do primeiro tempo, o atacante Heinz Hinz abriu o placar para os donos da casa, que buscavam o sexto troféu da liga nacional (títulos em 1934, 1935, 1937, 1939 e 1940). Três minutos mais tarde, o atacante Hermann Eppenhoff dobrava a vantagem do Schalke 04.

O segundo tempo começou e, logo aos 13 minutos, Heinz Hinz marcou o terceiro do Schalke 04, praticamente minando as chances de reação do Rapid Viena. Festa no estádio Olímpico de Berlim, entre todos os torcedores, inclusive com a presença de oficiais nazistas (ao contrário do que se diz, Hitler não era torcedor do clube). Nem o primeiro gol dos austríacos, aos 17 minutos, marcado por Georg Schors, incomodou a comemoração.

Um minuto depois, Franz Binder apareceu para diminuir a vantagem do Schalke 04 para apenas um gol. Alguns torcedores do clube alemão ficaram preocupados, mas a maioria ainda estava bastante confiante no título. Quando o cronômetro marcava 20 minutos do segundo tempo, a estrela do atacante Franz Binder brilhou pela segunda vez: era o empate do Rapid Viena, de pênalti: 3 a 3 com o grande Schalke 04.

Faltavam apenas 15 minutos para o fim do jogo, mas o estádio já não estava comemorando, pois o medo tomara conta dos torcedores outrora certos da vitória fácil. Aos 30 minutos, o Rapid Viena conseguiu a histórica e até então improvável virada sobre o Schalke 04, novamente em gol do craque Franz Binder. A história havia sido escrita, justamente num ótimo momento para o Schalke 04, que se tornou o único clube alemão a perder uma final de liga nacional para uma equipe não-germânica.

E os torcedores do tradicional Rapid Viena relembram o histórico fato até hoje. Não importa a partida, nem mesmo se o time está perdendo ou ganhando, eles se levantam das cadeiras e começam a bater palmas, em homenagem à grande façanha do time comandado por Franz Binder. O Rapidviertelstunde, nome dado ao fato, é ecoado sempre nos 15 minutos finais de cada partida.

Mostrar mais

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo