ÁfricaCopa do Mundo

Zimbábue foi do vexame ao milagre, com uma emocionante classificação nas Eliminatórias da Copa de 2022

Zimbábue ganhou notoriedade no cenário do futebol continental nos últimos anos, ao bater cartão nas duas edições mais recentes da Copa Africana de Nações. E os Guerreiros conquistaram a classificação mais emocionante desta terça-feira já decisiva nas Eliminatórias à Copa do Mundo de 2022. A primeira fase do qualificatório na África contou com confrontos em ida e volta, nos quais apenas os vencedores avançaram. A passagem dos zimbabuanos foi carimbada aos 47 do segundo tempo, em reação impressionante na vitória por 3 a 1 sobre a Somália.

Mesmo sem poder jogar em casa, por conta de uma guerra civil, a Somália surpreendeu na primeira partida. As Estrelas do Oceano venceram Zimbábue por 1 a 0, no Djibuti. Foi a primeira vitória da história do país nas Eliminatórias da Copa. Assim, os zimbabuanos precisavam reagir no reencontro em Harare e iam aliviando sua barra graças a um gol de Marshall Munetsi aos 32 do segundo tempo, numa bonita puxeta, que ao menos forçava a prorrogação. Porém, os somalis conseguiram se reavivar.

O gol da Somália saiu aos 40 do segundo tempo. Após uma trapalhada da defesa adversária, Omar Mohamed puniu o erro e ia concedendo a classificação inacreditável à seleção que está entre as dez piores colocadas no Ranking da Fifa. No entanto, o que se desenhava como um vexame a Zimbábue terminou como um milagre. Um minuto depois, Admiral Muskwe retomou a vantagem para os Guerreiros, em cobrança de falta que um zagueiro somali desviou e tirou o goleiro do lance. Naquele momento, os anfitriões ainda dependiam de um gol para conquistar a vaga. E a festa se consumou aos 47, numa jogadaça de Khama Billiat, que driblou o zagueiro e acertou o chute no ângulo. Provocou uma enorme festa nas arquibancadas.

Dos 14 confrontos desta primeira fase nas Eliminatórias Africanas, apenas três seleções com ranking inferior aos seus oponentes conquistaram a classificação: Etiópia, Djibuti e Libéria. Os sobreviventes se juntam às demais equipes do continente na segunda fase, inclusive as potências. Nesta etapa, se formarão dez grupos com quatro equipes e os vencedores de cada chave passarão à última fase das Eliminatórias. Por fim, serão cinco confrontos diretos, em que os ganhadores carimbam o passaporte ao Catar.

Abaixo, os confrontos desta primeira fase, com os classificados em negrito:

Etiópia x Lesoto: 0x0 na ida, 1×1 na volta
Zimbábue x Somália: 0x1 na ida, 3×1 na volta
Namíbia x Eritreia: 2×1 na ida, 2×0 na volta
Tanzânia x Burundi: 1×1 na ida, 1×1 na volta, 3×0 nos pênaltis
Djibuti x Eswatini: 2×1 na ida, 0x0 na volta
Malawi x Botswana: 0x0 na ida, 1×0 na volta
Angola x Gâmbia: 1×0 na ida, 2×1 na volta
Libéria x Serra Leoa: 3×1 na ida, 0x1 na volta
Moçambique x Ilhas Maurício: 1×0 na ida, 2×0 na volta
Guiné-Bissau x São Tomé e Príncipe: 1×0 na ida, 2×1 na volta
Guiné Equatorial x Sudão do Sul: 1×1 na ida, 1×0 na volta
Togo x Comoros: 1×1 na ida, 2×0 na volta
Sudão x Chade: 3×1 na ida, 0x0 na volta
Ruanda x Seychelles: 3×0 na ida, 7×0 na volta

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo