ÁfricaCopa Africana de Nações

CAN 2013: o mundo volta a olhar a África do Sul

Há coisas na vida que não são boas, irritam, mas a ausência delas pode criar um estranho tipo de saudade. É como aquela mania de uma certa geração (a do coitado que assina esse texto) de adorar e mitificar as piores músicas de sua infância. É ruim, mas marcou uma época e relembrar daquilo é relembrar daquela época. Se você é daqueles fanáticos por futebol e que chega à final de uma Copa do Mundo já sentindo saudade da cerimônia de abertura, deve estar com abstinência de vuvuzela. Pois fique tranqüilo, elas voltaram!

Dois anos e meio após receber a principal competição do futebol mundial, a África do Sul volta a ser o centro das atenções do futebol internacional. O país aproveita a infraestrutura de 2010 para receber, a partir deste sábado, a 29ª edição da Copa Africana de Nações. O torneio, que dá a seu campeão a última vaga na Copa das Confederações deste ano, terá cinco dos dez palcos do Mundial, e colocará as coloridas e barulhentas cornetas como som de fundo de todas as imagens da competição.

Mas é claro que a trilha sonora não é o único motivo para acompanhar a CAN. Trata-se da competição continental menos previsível do mundo, com várias seleções entrando com condições de ganhar o título. Também é sempre uma oportunidade de conhecer jogadores de talento que ainda não têm tanto destaque no cenário internacional, além de ver o embate das duas culturas do futebol africano, a do norte árabe e da região subsaariana.

Se não quer ficar perdido, basta clicar nos links abaixo e ver tudo o que a Trivela preparou para você:

As seleções

Grupo o grupo, time a time, o que esperar de cada um dos participantes da Copa Africana de 2013.

Uma nova espécie de elefante africano

Os elefantes brancos surgiram na Ásia, mas a Copa de 2010 fez que muitos migrassem para a África do Sul. E a CAN-2013 expõe a situação de cada um deles, quase todos dependendo do rúgbi para terem algum uso.

Dez jogadores para ficar de olho

Você já conhece Eto’o, Drogba ou Adebayor. Mas… e Serero, Sunzu e Msakni?

Copa Francesa de Nações?

A França fica na Europa (dã), mas bem que poderia jogar a Copa Africana. Só de jogadores nascidos na França que defendem a terra de seus familiares, dava para formar uma seleção completa.

O uso político da CAN

Em um continente de história tão turbulenta, era inevitável que a trajetória da Copa Africana muitas vezes se confundisse com o vaivém da política local.

Mostrar mais

Ubiratan Leal

Ubiratan Leal formou-se em jornalismo na PUC-SP. Está na Trivela desde 2005, passando por reportagem e edição em site e revista, pelas colunas de América Latina, Espanha, Brasil e Inglaterra. Atualmente, comenta futebol e beisebol na ESPN e é comandante-em-chefe do site Balipodo.com.br. Cria teorias complexas para tudo (até como ajeitar a feijoada no prato) é mais que lazer, é quase obsessão. Azar dos outros, que precisam aguentar e, agora, dos leitores da Trivela, que terão de lê-las.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo