O Prêmio Puskás já teve mais credibilidade há alguns anos. A escolha realizada pelo público acaba garantindo a vitória de gols mais midiáticos, não necessariamente os mais bonitos. Assim, a empolgação ao redor da honraria diminuiu com o passar do tempo. O que não menospreza, ainda assim, a oportunidade de rever pinturas e deixar em evidência jogadores capazes de abrilhantar um pouco mais o futebol com seus lances plásticos.

Nesta segunda-feira, a Fifa divulgou os dez candidatos ao Prêmio Puskás 2019. Aproveitamos a oportunidade para relembrar outros golaços que poderiam ter entrado na lista, mas acabaram ignorados pela entidade. Entre jogadaças individuais, lindas trocas de passes, petardos ou acrobacias, há uma quantidade razoável de pinturas assinaladas entre 16 de julho de 2018 e 19 de julho de 2019 – as datas válidas para a candidatura. Escolhemos apenas jogadores que não haviam sido contemplados pela Fifa entre os selecionados abaixo. E fica o espaço aberto nos comentários para outras sugestões que acabaram esquecidas. Não faltam belos tentos, afinal.

Vincent Kompany (Manchester City x Leicester)

John McGinn (Aston Villa x Sheffield Wednesday)

Eric Bicfalvi (Ural x Dynamo Moscou)

João Pedro (Fluminense x Cruzeiro)

Omar Al Somah (Al Ahly x Al Ittihad)

Mason Bennett (Derby County x Wigan)

Mikel Oyarzabal (Real Sociedad x Celta)

Edson Puch (Universidad Católica x Audax Italiano)

Pierre-Emerick Aubameyang (Arsenal x Leicester)

Mario Ricardo (Cristóbal Colón x Cerro Porteño)

Salem Al-Dawsari (Al Hilal x Al Nassr)

Rogelio Funes Mori (Monterrey x América)

Jair (Atlético Mineiro x URT)

Gervinho (Parma x Cagliari)

Alfredo Morales (Levante x Betis)

Ezequiel Ávila (Huesca x Athletic)

 

Bruno Petkovic (Dinamo Zagreb x Lokomotiva Zagreb)

Memphis Depay (Lyon x Guingamp)

Dino Islamovic (Östersunds x Brommapojkarna)

Katerina Svitkova (Slavia x Bayern)