O meio-campista Sandro Tonali, de 19ª nos, estreou pela seleção italiana contra Liechtenstein, em vitória italiana por 5 a 0. O jogador do Brescia é avaliado como um dos melhores jogadores da nova geração italiana e, até pelo clube que joga, é comparado a Andrea Pirlo. O jogador costuma refutar esse tipo de comparação, se dizendo mais parecido com outro volante, Gennaro Gattuso, este menos conhecido pela classe, digamos assim. O meio-campista se descreveu como uma curiosa mistura entre Gennaro Gattuso.

“Eu me senti maravilhoso, já que nem todo mundo consegue jogar pela Nazionale. Depois de 30 segundos que eu estava um pouco emocionado com o que estava acontecendo, e me acalmei”, afirmou o jogador à Rai Sport. “O técnico disse a todos nós para estarmos prontos para jogar, então eu tinha uma ideia. Todo mundo no elenco foi muito receptivo para novatos como eu e foi fácil entrar”.

“Eu não sei o quanto eu irei jogar, nós iremos ver jogo a jogo e você nunca pode dizer o que irá acontecer no futebol. O sistema é diferente, assim como o momento, e obviamente há muito mais qualidade no lado italiano, mas o papel e a posição permanecem os mesmos”, avaliou o jogador sobre sua participação com a Azzurra.

Tonali é comparado normalmente a Pirlo, mas não só a ele. Além de Gattuso, também falam sobre Daniele De Rossi. Foi perguntado ao jogador com quem ele se acha parecido, em termos de futebol. “É difícil escolher um desses campeões. Talvez uma mistura de todos eles seria perfeito! Eu acho que há similaridades com Pirlo de certo modo, mas eu jogo com muita intensidade, então talvez seja mais Gattuso”.

Gennaro Gattuso ficou conhecido pela sua raça, sempre muito grande, e sua capacidade de preencher espaços. É um marcador voraz, que marcou época em um Milan que ganhou tudo. Formado pelo Perugia em 1995, passou pelo Rangers, na Escócia, e pela Salernitana antes de brilhar pelo Milan a partir de 1999. Jogou ainda no Sion na temporada 2012/13, sua última como profissional. O marcador implacável atuou também na seleção italiana.

Andrea Pirlo é um ano mais novo que Gattuso e surgiu no Brescia, mesmo time de Tonali. Em 1998, foi vendido para a Internazionale, onde não conseguiu ter sucesso. Em 1999, foi emprestado à Reggiana e ao próprio Brescia antes de mudar de clube em Milão, assinando pelo Milan em 2001. Ficou 10 anos nos rossoneri, deixando o clube para assinar pela Juventus justamente em 2011. Ficou até 2015, quando foi jogar no New York City. Ao longo da carreira, se tornou uma referência como primeiro jogador de meio-campo, atuando recuado com elegância, excelente passe e organizador recuado.

Gattuso e Pirlo foram campeões juntos pelo Milan em diversos torneios e também pela seleção italiana na Copa do Mundo de 2006. Tonali ainda é muito jovem e, por enquanto, é uma promessa. Assim como Marco Verratti, que surgiu no Pescara em 2008, Tonali tem um potencial enorme e é especulado em muitos clubes.