Champions LeagueSem categoria

Wenger é indiciado pela Uefa por críticas a árbitro

As declarações de Arsène Wenger sobre o árbitro Damir Skomina após a vitória do Arsenal por 3 a 0 sobre o Milan nesta terça-feira não foram bem aceitas pela Uefa. A entidade continental abriu inquérito por conduta imprópria contra o treinador dos Gunners.

Ao término da partida, Wenger reclamou da forma como o árbitro conduziu a partida, afirmando que as 21 faltas marcadas a favor dos rossoneri foram decisivas para a eliminação de sua equipe: “Eu não estava feliz com o juiz por causa das várias faltas no centro do campo. Cada vez que eles cobravam uma falta, ganhavam mais tempo. Eles perceberam rapidamente a tendência do árbitro e usaram isso muito bem”.

O francês aproveitou para alfinetar a Uefa quanto às condições de campo na partida de ida: “É muito fácil se desculpar, mas sinto que a Uefa não teve muitas respostas para isso. Quando você chega atrasado, é multado, mas pode jogar em um gramado ruim que eles não falam nada. Eu somente sinto que isso está ligado ao respeito às pessoas que pagam para assistir a um jogo, que deve ter as condições mínimas de receber duas equipes. É isso que tentamos fazer aqui. É inaceitável que a Uefa aceite campos como este, em Milão”.

Entre as penalidades previstas para este tipo de conduta está a suspensão do treinador durante as próximas partidas do Arsenal por competições continentais. Wenger foi punido na temporada passada com gancho de dois jogos, ao reclamar de Massimo Busacca após a derrota para o Barcelona nas oitavas de final da Champions. Já nesta temporada, ele se comunicou com os reservas enquanto estava suspenso, sendo novamente penalizado pela Uefa.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo