Vietnã: Lenta evolução

A conquista do primeiro título internacional no ano passado foi um passo significativo para uma seleção que lentamente ganha terreno entre as mais importantes da Ásia. Ao menos no sudeste do continente, esse espaço foi conquistado no último dia 28 de dezembro.

O empate por 1 a 1 com a Tailândia, deu ao Vietnã a taça da Copa Asean (antes conhecida como Tiger Cup), competição de seleções organizada pela federação de futebol do Sudeste Asiático. Como o time vietnamita havia vencido o primeiro jogo em Bangcoc por 2 a 1, o gol do atacante Le Cong Vinh, marcado no último minuto do tempo regulamentar, decidiu a disputa, impedindo que ela se estendesse para a prorrogação.

Há dez anos, a seleção havia perdido a final da Copa do Sudeste Asiático, em casa, para Cingapura. Além de Vietnã, Tailândia e Singapura, também participam da competição as seleções do Camboja, Indonésia, Laos, Malásia e Mianmar.

Apesar de conquista inédita, o maior feito da seleção vietnamita talvez tenha sido realizado em julho de 2007, data da última edição da Copa da Ásia. Beneficiada pelos ótimos resultados obtidos em Hanói, a seleção que sediou a 14ª edição do torneio, ao lado de Indonésia, Malásia e Tailândia, chegou às quartas-de-final.

Em outubro do mesmo ano, o time deu adeus ao sonho de disputar sua primeira Copa do Mundo. Na primeira fase das Eliminatórias Asiáticas, disputada em apenas duas partidas, o Vietnã foi derrotado pelos Emirados Árabes Unidos. No primeiro jogo, em Hanói, o time foi derrotado pelo placar mínimo. Na volta, foi goleado por 5 a 0, na casa do adversário.

A Estrela Solitária entrou em 2009 com o pé direito. Na primeira partida classificatória para a próxima Copa da Ásia, em 14 de janeiro, os vietnamitas venceram o Líbano pelo placar de 3 a 1 no estádio My Dinh National Stadium, na capital Hanói. Síria e China são os outros adversários do grupo. A copa acontece em janeiro de 2011, no Qatar.

Os últimos bons resultados da seleção podem ser creditados ao português Henrique Calisto. O treinador que tem no currículo passagens por clubes da primeira divisão de sua terra natal chegou ao Vietnã em 2001. Calisto assumiu a seleção no ano passado, depois de vencer duas vezes a competição nacional de clubes pelo Dông Tâm Long Na..

Nenhum jogador da seleção é conhecido internacionalmente. Todos atuam em clubes locais.

O país

Localizado no Sudeste Asiático, a República Socialista do Vietnã ocupa as regiões históricas de Tonquim, Annam e Cochinchina, na costa oriental da Península da Indochina, e faz fronteira com China, Laos e Camboja. O clima de monções é quente e úmido e a floresta pluvial cobre a maior parte das montanhosas áreas centrais.

O país de 331,689km² tem altíssima densidade demográfica, com cerca de 85 milhões de habitantes. Durante décadas, guerras e conflitos internos têm retardado a industrialização do Vietnã. Ainda hoje, a grande maioria população vive nas áreas rurais. A agricultura, sobretudo o cultivo de arroz, é a principal atividade econômica. A extração de minério também é bastante significativa no norte do território.

Apesar ter adotado a economia de mercado e ter feito uma grande liberalização econômica a partir de 1986, ainda hoje, um terço da economia do país depende de empresas estatais. O Vietnã não tem eleições diretas e o poder político concentra-se nas mãos do Partido Comunista.

História

A região, que durante mil anos foi dominada por sucessivas dinastias do Império Chinês, obteve sua independência no ano de 938. No século XIX, foi colonizada pela França e, após breve ocupação japonesa durante a Segunda Guerra Mundial, viu-se livre da metrópole europeia em 1954, depois de oito anos de luta armada no que ficou conhecido como a Primeira Guerra da Indochina.

Conseguida a independência, o país foi dividido na Conferência de Genebra em 1954, em Vietnã do Sul e Vietnã do Norte. Durante a Guerra Fria, o norte, sob regime socialista, recebeu apoio da União Soviética; enquanto a parte sulista alinhou-se aos Estados Unidos. Temerários de que o governo do Vietnã do Norte reunificasse o país e impusesse o sistema que ameaçava os interesses norte-americano ao sul, o governo de Lyndon Johnson apoiou a implantação de uma ditadura anti-comunista no sul e enviou tropas à região em 1965, intensificando o conflito havia tido início em 1957.

As táticas de guerrilhas vietcongues (guerrilheiros vietnamitas do sul apoiados pelo governo socialista), além do conhecimento territorial, se sobrepuseram à superioridade bélica norte-americana e o governo dos Estados Unidos se viu obrigado a retirar seu exército do Vietnã em 1973. A guerra que matou cerca de quatro milhões de vietnamitas ainda perdurou por três anos. Em 1976, o grupo comunista, vitorioso, realizou a reunificação dos territórios.

Futebol no passado

O esporte mais popular do país chegou à região em meados do fim do século XIX. Primeiro introduzido na Cochinchina pelos franceses, rapidamente espalhou-se para as outras partes da colônia. A prática teve de ser interrompida durante a Segunda Guerra Mundial e a Primeira Guerra da Indochina, retornando apenas em 1954, com a assinatura do Conferência de Genebra.

A divisão política do país deu origem a duas seleções. A equipe do norte não se tornou muito ativa, participando apenas de eventos regionais contra ex-países comunistas, entre 1956 e 1966. Já a seleção sulista viveu anos gloriosos durante o fim da década de 50 e conquistou a medalha de ouro na primeira edição dos Southeast Asian Games (competição multiesportiva do Sudeste Asiático) em 1959. Além disso, chegou às finais da Copa da Ásia em 1956. O time foi extinto em 1975 e somente em 1991, a seleção unificada jogou sua primeira partida oficial.

Campeonatos nacionais

Além da seleção nacional, a federação também organiza as competições de clubes no Vietnã. A principal delas é a V-League, patrocinada pela companhia de exploração de petróleo local. O campeonato que reúne 14 equipes acontece anualmente desde 1980 (com exceção de 1988 e 1999). O campeão se classifica para a Liga dos Campeões da Ásia. Nas duas últimas edições, a competição foi vencida pelo Bình Duon. O maior campeão é o Thê Công, com cinco conquistas.

Além V-League, há também a Copa e a Supercopa do Vietnã. A primeira classifica o campeão para a Copa AFC (equivalente a Copa Uefa da Ásia).

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo