Santa Coloma: O último da UEFA

No próximo dia 14 de agosto, Andorra deve parar. Deve parar porque certamente acompanhará seus guerreiros que estarão em Esbjerg, na Dinamarca, disputando a rodada preliminar da Copa UEFA. Será o début da temporada européia do glorioso Don Pernil Santa Coloma, o atual campeão andorrano. Sim, Andorra, aquele país que o Brasil enfrentou num amistoso antes da Copa da França, em 1998.

Andorra é um pedacinho de terra encravado entre a França e a Espanha, com 450 km², onde a língua mais popular é o catalão. Cerca de 20 mil de seus 65 mil habitantes vivem na capital, Andorra la Vella, cidade onde o Don Pernil está sediado e também local que abriga seu estádio, o minúsculo Estadio Comunal de Andorra la Vella, que, quando está absolutamente tomado, suporta 900 espectadores.

Pode parecer piada, mas não é: enquanto clubes tradicionais como Atlético de Madrid, Bologna e Aston Villa amargarão uma temporada sem futebol europeu, o Don Pernil Santa Coloma conseguiu sua vaga nas preliminares da competição, num ano em que venceu campeonato e copa nacionais, desbancando os dois maiores times locais, o Principat e o Encamp.

E qual o motivo para o foco no Santa Coloma? Quero dizer, Don Pernil Santa Coloma? É que o clube andorrano, ao lado do sanmarinese Domagnano, é o pior time da UEFA, com um coeficiente 0,000 no ranking que qualifica as equipes dentro dos torneios da entidade. Mas fica desde já um aviso: quem pensa que o DP está estreando em torneios internacionais se engana, porque na última edição da Copa UEFA, o clube andorrano pegou o Partizan Belgrado.

Apesar do 8 a 2 que o DP sofreu no placar agregado diante do clube de Sérvia-Montenegro, os dois embates continentais são a maior glória da curta história da agremiação, que completa 17 anos em 2003. E com toda a animação do mundo, o Don Pernil se prepara para enfrentar o Esbjerg confiante num grande resultado, que transformaria a capital numa grande festa. Ou nem tanto…

Cheiro de pernil

Se houver comemoração, já se sabe onde ela acontecerá. O clube, na verdade, é o time de um bar existente em Andorra la Vella, chamado Don Pernil. Os freqüentadores do boteco é que se cotizaram há 17 anos e criaram o clube, que hoje arrebanha 95 sócios e leva o glorioso nome do estabelecimento nas camisas, para orgulho do país.

O Don Pernil também tem seu David Beckham, que é Juan Julian Lucendo, jogador que, segundo consta, chegou a atuar pelo Barcelona, quando este ainda era comandado por Johan Cruyff. Porém, últimas notícias dão conta de que Lucendo não estaria mais no quadro de atletas do clube.

O pitoresco clube, que figurará numa competição onde as fases finais costumam valer grandes somas, tem um orçamento anual bem baixo, cerca de US$ 40 mil, ou a décima parte do que Ronaldo Nazário recebe por mês do Real Madrid. Nada incomum para uma equipe que recebe, em média, 150 espectadores por partida.

Na última temporada, o Don Pernil enfrentou um problema sério. Seu goleiro tomou uma suspensão de 24 partidas depois de ameaçar de morte o juiz num programa de TV, além de disparar impropérios contra o presidente da federação andorrana de futebol, o mesmo que agendou o amistoso com o Brasil.

Em seu website, o Don Pernil Santa Coloma se intitula “FC Santa Coloma”, uma vez que um clube, ainda que tenha tido a origem que teve o DP, não pode figurar no futebol internacional com um nome que suscite piadinhas engraçadalhas. Mas há quem diga que o DP prepara seu crescimento. Quem sabe, dentro de alguns anos, nós não presenciemos uma final de Liga dos Campeões entre Real Madrid e Santa Coloma, com o patrocínio de Don Pernil?

Mostrar mais

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo