Quevilly, o pequeno que surpreendeu a França

O futebol francês vê nesta temporada algo surpreendente: um pequeno time amador, da quarta divisão, superou fase por fase e chegou às semifinais da Copa da França, ao lado de Paris Saint-Germain, Monaco e Lens.

O tal clube chama-se Quevilly e tem uma longa tradição dentro do amadorismo na França, tanto que a equipe pode repetir o feito de 1927, quando foi finalista da competição.

Clube centenário

Localizado no litoral norte da França (Província de Seine-Maritime), o Quevilly surgiu em 1902, fundado por Amable Lozai (que dá o nome ao estádio do clube) e Jules Manneville. De todos os quatro semifinalistas da Copa da França, é o mais velho.

Pouco depois da fundação, se juntou à Liga da Região de Haute-Normandie, onde se tornou uma das principais equipes locais. Os feitos regionais levaram o clube a ter bons resultados em âmbito nacional, como a final da Copa da França, em 1927.

Finalista de Copa

No ano citado, o pequeno clube do norte chegou à final, enfrentando o Olympique de Marselha, em Paris. Diante da equipe que se tornaria uma das maiores do país, o Quevilly não resistiu, sendo derrotado por 3 a 0.

A equipe se recuperou da derrota nos anos 30 e 40, quando conquistou cinco vezes o campeonato da Normandia, confirmando a força da equipe. Em 1948, o clube aurinegro foi selecionado para o Campeonato de Futebol Amador da França, o CFA.

Rei dos amadores

A transição do cenário local para o nacional foi melhor do que o esperado pelo clube. O Quevilly ainda seria campeão da Normandia em 1950, mas quatro anos depois conquistaria o primeiro de seus quatro títulos amadores da França, repetindo o feito no ano seguinte e em 1958.

O time ainda faria mais algumas campanhas boas na Copa da França, chegando a mais uma semifinal em 1968, perdendo para o Bordeaux. No ano anterior, faturou seu quarto e último título amador do país.

Problemas e ressurreição

O ano de 1970 marcou a estreia do Quevilly na segunda divisão francesa. Ao contrário da era amadora, o clube não teve boa presença nos níveis profissionais e acabou rebaixada para a terceira divisão em 1972, mesmo tendo evitado a queda ao vencer o Strasbourg em play-off decisivo. O motivo do rebaixamento foram os problemas financeiros da equipe.

O Quevilly teve, de primeira, a chance de tentar subir, mas acabou perdendo para o Vittel. As dívidas cresceram e o clube chegou ao seu pior momento ao ser rebaixado para a divisão da Haute-Normandie em 1976. O time ainda conseguiu o título no ano seguinte, mas não conseguiu ficar e, em 1978, o Quevilly fechou seu time de futebol, com retorno em 1979.

De volta aos bons tempos

Nos anos 80, a equipe se reconstruiu lentamente nas divisões regionais da França e, em 1999, voltou a disputar competições nacionais, com a CFA2 (a quinta divisão). No ano seguinte, o vice-campeonato de sua chave permitiu o acesso à quarta divisão.

Desde então, o time faz campanhas razoáveis, sempre próximo das primeiras posições. Mas foi na Copa da França onde o Quevilly teve mais destaque nestes últimos anos.

Em 2005, a equipe chegou às oitavas-de-final, eliminada pelo Sedan. Em 2007, parou na fase de 32-avos de final, quando caiu diante do Monaco. Na mesma fase, cairia na temporada seguinte, sucumbindo ao Bordeaux.

Nesta temporada, no entanto, a história está diferente. Pacy-sur-Eure, Angers, Rennes e Boulogne caíram diante do “Davi” do norte francês, que, nas semifinais, irá enfrentar o seu “Golias”, no caso, o Paris-Saint-Germain, na esperança de fazer história na Copa da França.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo