Porto Rico: Futebol só depois do boxe

Num dia qualquer, você liga a televisão e tem as seguintes opções de programas esportivos para acompanhar: uma partida de basquete, outra de beisebol, outra de vôlei, uma luta de boxe e um jogo entre Fluminense e River Plate. Qual canal teria sua audiências? Se você for de San Juan, deixará o futebol como última alternativa. A seqüência citada acima indica a ordem de preferência esportiva em Porto Rico. Esse país da América Central foi colonizado pelos espanhóis, mas, diferentemente de seus vizinhos, o futebol não é a paixão nacional.

Apesar da falta de tradição no esporte, lá existe uma liga profissional de futebol (Liga Premier), na qual 12 equipes disputam o título nacional. Os times locais jogam a Copa dos Campeões da Concacaf. Mesmo assim, o futebol está longe de atrair o grande público, em um país com quase 4 milhões de habitantes. A causa mais provável para a falta de popularidade do esporte em Porto Rico é a proximidade com os Estados Unidos. Desde 1898, os norte-americanos têm influência sobre a economia e a política de San Juan.

O renascer do futebol ‘Boricua’

O nome dos times nacionais mostra a influência dos estrangeiros. Em Porto Rico, há o Fluminense, River Plate, Palestino, Don Bosco e o Leones. Mas o time de maior expressão é o Islanders, clube da capital.

A federação local é filiada à Fifa desde 1960. A seleção nacional disputa eliminatórias de Copas do Mundo desde 1974 (com ausências em 1978, 1982 e 2006), e os clubes jogam a Copa dos Campeões da Concacaf, o que faz o país ter um pouco de experiência e evolução no esporte. Alguns jogadores já atuaram na Major League Soccer dos EUA, no Campeonato Mexicano e em divisões inferiores da Europa.

Porto Rico também não tem tradição na Copa Ouro, já que o time nacional nunca disputou a fase final do torneio. A única competição internacional existente no currículo porto-riquenho são os Jogos Pan-americanos de 1979. A competição ocorreu em San Juan. Na primeira fase, uma derrota para os EUA e uma vitória sobre a República Dominicana classificou o país para as quartas-de-final, quando formaram uma chave com Costa Rica e Brasil. Após duas derrotas nessa etapa, veio a eliminação.

Em 2005, Porto Rico foi beneficiado o projeto Goal, da Fifa, destinado ao desenvolvimento do futebol em países com pouca expressão no esporte. A entidade liberou verbas para a construção de centros de treinamentos destinados as crianças, visando o avanço do futebol em um futuro não muito distante. A expectativa é que nas próximas eliminatórias Porto Rico possa passar pelas duas primeiras etapas e chegar à fase de grupos. Em 1992, Porto Rico passou pela República Dominicana, mas caiu logo depois contra a Jamaica, deixando para trás sua melhor oportunidade de chegar à fase final.

A ilha de Boricua

Porto Rico é conhecido e chamado por sua população de ‘Boricua’. Esse é o nome indígena que o país possuía antes da chegada de Cristovão Colombo à América. Após a independência em relação à Espanha, o país ficou sob ‘custódia’ dos Estados Unidos por muitos anos. Na década de 90, ocorreram dois plebiscitos para decidir se o país se tornaria o 51º estado vinculado aos EUA ou se tornaria independente. A população votou contra anexar-se, mas também foi contra uma total separação. Desta forma, Porto Rico continua como ‘estado associado’, recebendo recursos financeiros e influência política da maior potência mundial.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo