Por una cabeza

O nome do famoso tango de Carlos Gardel é perfeito para definir o que foi a decisão do Campeonato Argentino. Boca Juniors, Tigre e San Lorenzo terminaram empatados depois de 19 rodadas, e depois dos confrontos diretos do triangular continuaram iguais em pontos. Somente o saldo de gols os separou.

No duelo entre Boca e Tigre, o primeiro tempo sugeria uma noite tranqüila para os Xeneizes, que iam conseguindo administrar, mesmo sem Riquelme e Vargas. O lamento pelos gols perdidos viria na segunda parte, quando a indecisão entre Cáceres e o goleiro García permitiu a Lázzaro colocar fogo na decisão.

Em uma decisão corajosa, Carlos Ischia percebeu que García havia se abalado com o lance – já havia falhado contra o San Lorenzo – e optou por sacá-lo do jogo. O Tigre, que já havia sido vice no Apertura de 2007 logo em sua chegada à primeira divisão, se esforçou ao máximo para buscar o gol do título, mas não conseguiu. Ainda assim, foi justamente aplaudido por seus torcedores no fim do jogo.

Outra torcida a comemorar é a do Estudiantes, que herdou uma vaga na Libertadores por causa do título boquense. Passando pelo Sporting Cristal, ficará no grupo do Cruzeiro.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo