Pfaff: um gigante “Diable Rouge”

Na virada dos anos 70, a Bélgica teve uma geração espetacular na sua seleção. Reunindo jogadores de técnica e força para todas as posições, o time não teve grandes participações nas competições internacionais, mas aquele time empolgava. Meio-campistas como Ceulemans Vercauteren e e van der Elst, defensores como Eric Gerets e atacantes como Vandenbergh. E tinha um goleiro.

Esse goleiro era Jean-Marie Pfaff. Seu nome ficou conhecido para todo mundo que assistia futebol internacional. Espetacular embaixo da trave, Pfaff fazia o estilo ‘low-profile’, sem tentar defesas mais vistosas à toa. E se precisasse chamar a atenção para parar a bola, ele o fazia (como você pode ver neste video do You Tube).

Pfaff estreou como profissional aos 16 anos, no pequeno Beveren, em 1969. Mesmo ali, num clube de proporções tão modestas, ele conseguiu chegar uma Copa da Bélgica (1978), a um título belga no ano seguinte e à consagração como melhor jogador do Campeonato Belga, valendo-lhe finalmente uma transferência para o Bayern de Munique.

Na Eurocopa de 1980, a Bélgica chegouà sua melhor colocação na história de um torneio relevante, fazendo a final com a Alemanha Ocidental e perdendo por 2 a 1. O empate persistiu até dois minutos antes do final e a Alemanha que venceu tinha nada menos do que jogadores como Schuster e Rummenigge. Ainda que sem o título, o belga foi escolhido como o melhor jogador do torneio e ganhou de vez a atenção mundial com seu estilo.

E que estilo era esse? Pfaff era um goleiro fortíssimo em todos os fundamentos. Ágil, com reflexos apuradíssimos, visão de jogo, tempo de bola e comando da área, se sentia muito à vontade para comandar a defesa e quando tudo desse errado, ele normalmente ia buscar a bola.

Na Alemanha, foi campeão com o Bayern três vezes, fazendo quase 160 partidas pela liga alemã com o clube. Na seleção, teve em Preud’Homme – outro fantástico goleiro – um rival pela posição na segunda metade da década de 80. na sua segunda copa do mundo, 1986, conseguiu a quarta colocação e entrou para a história com a Bélgica numa partida épica entre belgas e soviéticos.
 

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo