“Penta – DVD oficial do Campeão Brasileiro 2007”

Em uma palavra: decepção. Assim pode ser definido o DVD oficial do Campeão Brasileiro. Considerando um campeonato que, apesar do nível técnico questionável, foi rico em alternativas,, reviravoltas, emoções e revelações de jovens talentos, o DVD do campeão merecia ser muito, mas muito melhor. Ainda mais se tratando de um bicampeonato e da quinta conquista do clube mais vitorioso do Brasil.

A pedido do próprio São Paulo, o Lance preparou um material que supostamente conta a conquista dos comandados de Muricy Ramalho. Supostamente porque o amante do futebol que espera um resumo da trajetória tricolor, com análises, números, jogos cruciais e imagens marcantes certamente se frustrará com o material coletado. O DVD segue uma linha batida ao retratar diversos torcedores comuns do São Paulo, espalhados por todo o país, apaixonados pelo time e que se encontram no Morumbi para acompanhar a partida decisiva contra o América-RN.

Não fica muito claro o critério de escolha das partidas exibidas. Exceto pela decisão, cuja edição de imagens foi realmente muito bem feita, grande parte dos demais jogos mostrados foram comuns, como o duelo contra o Fluminense no Rio e Sport no Recife, ou derrotas ante o Flamengo e o Corinthians, o que cá entre nós talvez não seja a melhor idéia em se tratando do DVD da conquista de um campeonato. Perdeu-se a grande chance de mostrar as partidas capitais do título, justamente vitórias fora de casa contra concorrentes diretos (ao menos quando os jogos foram disputados) como Botafogo, Palmeiras, Santos, Cruzeiro e Vasco.

Não se pode exigir de um material referente a um campeonato de pontos corridos a mesma carga de dramaticidade de uma obra que retrate a conquista de um torneio “mata-mata”. O formato do Brasileirão é racional e justo, assim como racional é o São Paulo e justa foi sua conquista. Sendo assim, o DVD poderia focar no histórico das cinco conquistas, em opiniões, curiosidades, números ou enfatizar a defesa sólida, as revelações, a estratégia de contratação e reposição e a austeridade na gestão que caracterizam o clube que caminha, segundo Paulo Vinícius Coelho, para se tornar o Bayern de Munique do Brasil. Poderia mas não o faz, preferindo destacar, de maneira artificial, o perfil de torcedores e dedicar mais tempo às arquibancadas do que aos gramados.

Mesmo quando mostra jogadores, o material deixa a desejar. Há cenas com Aloísio e André Dias na sala de massagem, mas por incrível que pareça não há um depoimento sequer de Rogério Ceni, decisivo em tantas partidas. Da mesma forma, não há declarações de Hernandes, Breno, Miranda e Richarlyson, outros destaques da equipe na conquista.

Além do filme em si, existe uma sessão de Extras que quase redime o DVD. Traz um resumo da trajetória tricolor, mas novamente ignora partidas-chave. Tenta mostrar também a estrutura das categorias de base e um churrasco de confraternização dos jogadores, diretoria e comissão técnica. Por fim, há um fantástico bate-papo com o “pseudo-tosco” Muricy Ramalho, com direito a seus trejeitos caricatos e tiradas geniais, com destaque para a parte referente à motivação dos jogadores. O material se encerra com depoimentos da diretoria são-paulina.

Ironicamente, técnico e diretoria, relegados para os últimos minutos dos Extras do DVD, sejam possivelmente os grandes craques da conquista de um time que primou por não ser galáctico. Vai entender.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo