Mundiais sub-20 de 1977 e 79

Na próxima semana começará a principal competição sub-20. O Mundial da categoria será realizada no Egito, a partir do próximo dia 24. Vinte e quatro seleções disputam a 17ª edição do campeonato. Nos próximos dias, a Trivela apresenta um especial dos últimos Mundiais e das equipes participantes.

1977 – TUNÍSIA

Participantes: 16
Gols: 70
Campeão: URSS
Vice: México
Terceiro: Brasil
Quarto: Uruguai
Artilheiro: Quina (BRA), 4 gols
Destaques: Hugo de León (URU), Rubén Paz (URU), Andrei Bal (URSS), Sergei Baltacha (URSS), Vladimir Bessonov (URSS) e Quina (BRA)

O primeiro Mundial sub-20 foi realizado na África, num país de pouco prestígio futebolístico. E a intenção da Fifa era justamente essa. Desenvolver as nações nas camadas mais jovens. Dezesseis seleções disputaram o torneio. O sorteio dos grupos já dava certeza aos prognósticos, exceto ao grupo A, que França e Espanha, apontavam como favoritas. Acabou não dando nem uma, nem outra. No grupo B, Uruguai era o grande favorito, no C, Brasil e no D, URSS. Nos quatro grupos apenas avançava o campeão, e não os dois melhores colocados como nas edições seguintes. Por esse motivo, o torneio tem o recorde de menor número de partidas jogadas. Ao todo foram 28.

Por mais que um país europeu tenha vencido a prova, a campanha do velho continente não foi boa. Itália, França, Espanha, Hungria e Áustria não passaram da primeira fase. A América do Sul mostrou toda sua força – que impera até hoje. Argentina e Brasil são os maiores vencedores. Brasil e Uruguai conquistaram o terceiro e quarto lugares, respectivamente. A seleção mexicana fez importante campanha e conquistou o vice-campeonato. Seguindo um processo, em 1975, que arrancou com uma seleção amadora, dois anos depois, o México já consolidava o futebol de base. Comandada por uma velha glória do futebol, Horácio Casarín, os mexicanos ganharam do país sede por seis gols a zero. Empataram com Espanha e França. Classificados em primeiro lugar do grupo, enfrentaram o favorito Brasil. Sem muitas esperanças, o país conseguiu um empate e venceu o jogo nas penalidades. Esperava pelos soviéticos na final.

Bem organizados dentro de campo e com vários jogadores de qualidade, tendo inclusive o melhor jogador do torneio, Vladimir Bessonov, os soviéticos, mesmo com destaques individuais souberam impor um bom jogo coletivo. O bom passe, as jogadas de bola parada derrubaram todos adversários. A final foi disputada. Pouco antes do término da partida, o treinador soviético, imaginando a disputa por pênaltis, trocou seu goleiro. A substituição deu certo. Garduño bateu fraco e o goleiro soviético pegou. Final: URSS 9×8 México.

1979 – JAPÃO

Participantes: 16
Gols: 83
Campeão: Argentina
Vice: URSS
Terceiro: Uruguai
Quarto: Polônia
Artilheiro: Ramón Diaz (ARG), 8 gols
Destaques: Ramón Díaz (ARG), Diego Armando Maradona (ARG), Joszef Nagy (HUN) e Rubén Paz (URU).

A URSS bem que tentou o bicampeonato do torneio. Mesmo sem algumas estrelas daquele time campeão, como Bessonov, Bal e Baltacha, chegou à final. O adversário era a Argentina. Os Hermanos estavam imbatíveis naquele ano. A seleção contava com o astro Maradona e, além dele, o conjunto que Cesar Menotti tinha era todo forte. O título foi mais que merecedor. Anotaram 20 gols e sofreram apenas dois, números que provam o domínio total dos argentinos.

Uruguai mais uma vez chegou longe, ao contrário do Brasil, que não conseguiu a classificação para o Mundial. Paraguai foi a outra equipe sul-americana, mas perdeu nos pênaltis para a URSS, nas quartas-de-final. A estreia da Indonésia na competição foi marcada de forma vexatosa. A seleção sustenta o recorde negativo da maior diferença de gols negativos, em primeira fase, das história dos Mundiais. Nos três primeiros jogos, o país sofre 16 gols e não marcou nenhum. Perdeu de cinco para Argentina e Iugoslávia, e de seis para a Polônia.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo