Manucho: angolano em Manchester

“Alto, ágil e rápido”, definiu Alex Ferguson, treinador do Manchester United sobre as características do novo atacante do clube inglês.

Mateus Alberto Contreiras Gonçalves, Manucho, é a nova estrela africana. Fisicamente forte, o angolano iniciou sua carreira no Flamenguinhos Escola FC de Luanda. Passou ainda por Benfica e Petro, times da capital.

O jogador se destacou no Petro. Marcou 16 gols em 2006 e um a menos em 2007. Terminou como artilheiro nas duas temporadas. Com boas atuações no campeonato nacional, o jogador foi convocado para a seleção logo depois da Copa do Mundo na Alemanha.

O empresário do jogador é o treinador das divisões inferiores do Manchester United, Gil Gomes. Carlos Queiroz, adjunto de Ferguson, solicitou aos diabos vermelhos um período de testes para o atacante em dezembro do ano passado. O angolano foi aprovado.

“Isto é um sonho, porque uma pessoa trabalha desde as escolinhas com o objetivo de chegar aqui. É o sonho de qualquer jogador”, afirmou o atacante quando rubricou seu contrato com a equipe inglesa.

Com problemas no visto de trabalho, o jogador teve que ser emprestado ao Panathinaikos. O time grego que é treinado pelo português Jose Peseiro, o que facilitou a ida do jogador para a Grécia. O atacante foi inscrito pelo Panathinakos na Copa da UEFA, mas ainda não jogou. A equipe está disputando a fase eliminatória contra o Rangers.

“Manucho tem apenas 24 anos, ms já dá sinais de poder seguir as pisadas das grandes estrelas do futebol africano”, afirmou um jornal português fazendo comparações à Drogba e Eto’o, principais jogadores africanos da atualidade.

“Se me perguntarem se algum dia Manucho vai jogar pelo Manchester United, tenho as minhas dúvidas. Não sei se vai evoluir a ponto de poder jogar numas das melhores equipes do mundo, mas ele tem claramente um enorme potencial e está preparado para jogar no futebol europeu”, disse o treinador José Mourinho.

Seleção

Angola estava no grupo D da Copa Africana de Nações, ao lado de Tunísia, África do Sul e Senegal. Com mais de trinta edições da CAN, Angola nunca havia passado da primeira fase. A primeira partida foi contra o time de Carlos Alberto Parreira. Empate na estréia por 1 a 1. Manucho marcou o seu. Na segunda rodada, vitória sobre Senegal. 3 a 1, dois do artilheiro.

Praticamente classificado, um empate por 0 a 0 garantiu a equipe na próxima fase. Segundo colocado do grupo, o adversário da fase seguinte foi o Egito, primeiro colocado do grupo C. Com um gol do atacante, a seleção não conseguiu vencer os faraós e perderam por 2 a 1.

Com quatro gols, o angolano se tornou o principal artilheiro da seleção na competição, juntamente com Flavio. “Manucho é um jovem com grandes qualidades que nunca tinha jogado na seleção principal”, disse o treinador dos palancas, Oliveira Gonçalves.

Após o termino da CAN, o angolano foi recebido pelo presidente de seu país, José Eduardo Santos. Ele foi escolhido para a seleção da competição. Único jogador escolhido de Angola, Manucho barrou Didier Drogba, formando dupla com o egípcio Amyr Zaki.

Com os olhos voltados para as eliminatórias da Copa de 2010, “manu” se prepara para ser o novo líder da seleção em mais uma longa jornada.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo