Málasia: A liga ignorada no videogame

Quem não lembra que no início da série de jogos ‘Fifa’, da Electronic Arts, havia um campeonato desconhecido, que quase ninguém jogava? Era o Campeonato Malaio, que marcava presença no ‘Fifa Soccer 96’, com times como Perak e Selangor. Essa presença mostra que, embora seja fraco, o futebol de clubes da Malásia tem certa importância regional.

A Malásia é um país de maioria muçulmana que disputa, principalmente com Cingapura, a honra de para ser o ‘pólo político e econômico do Sudeste Asiático’. Futebolisticamente falando, Cingapura tem uma leve vantagem sobre os malaios, que também perdem para outros times da região, como Indonésia, Tailândia e Vietnã.

Os Tigres Dourados participaram da Copa Asiática de 2007, da qual foram um dos anfitriões, mas acabaram ficando na última colocação, após duas decepcionantes goleadas contra Uzbequistão (1×5) e China (0x5), além de uma derrota para o Irã (0x2).

O Brasil já esteve na Malásia

A Seleção Brasileira já enfrentou os malaios, em amistoso de preparação para a Copa de 2002. O jogo foi no Estádio Nacional Bulit Kalil, em Kuala Lumpur, onde o Brasil foi amplamente superior, vencendo por um convincente 7 a 0.

Além da Seleção Brasileira, times como Manchester United e Chelsea, que disputaram a final da Liga dos Campeões de 2008, já enfrentaram os Tigres em suas pré-temporadas.

Em 2007, a Football Association of Malaysia (órgão que regula o esporte no país) criou a M-League, que atualmente conta com 13 equipes. O maior objetivo do torneio é revelar jovens promessas do futebol, esporte que ainda não tem uma popularidade muito grande no país, que prefere o críquete.

A maior revelação do campeonato até agora é Indra Putra, que já atuou no Perak e no Pahang, e atualmente joga pelo Selangor. O meia de 26 anos já têm em seu currículo o tri-campeonato nacional (2002-2004) pelo Perak e duas FA Cups Malaias, uma com o Perak (2004) e outra com o Pahang (2006).

Breve histórico da seleção olímpica

A seleção olímpica da Malásia dá mais frutos do que a seleção principal, pois já conseguiu se qualificar duas vezes para os Jogos Olímpicos.

Em Munique-1972, a seleção malaia perdeu para os donos da casa e para Marrocos, mas, na última rodada, venceu os Estados Unidos por 3 a 0, no que foi o melhor momento da história do futebol malaio. Oito anos mais tarde, a Malásia classificou-se novamente para a Olimpíada, dessa vez em Moscou, mas o país abdicou da vaga por conta do boicote norte-americano, devido à invasão do Afeganistão por tropas soviéticas. O time malaio acabou substituído pelo Iraque, que chegou a se classificar para a segunda fase, quando foi eliminado pela Alemanha Oriental.

Enfim…

Se a Malásia deseja encontrar tempos de glórias, seja com a seleção olímpica ou com a principal, é preciso que aconteça um trabalho de longo prazo, especialmente visando a popularização do futebol no país. Só assim a Malásia pode ser lembrada como um país em que existe futebol e não apenas como o país estranho do videogame.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo