Lyon: Agora quem manda é o Lyon

Esqueçam os poderosos Paris Saint-Germain e Olympique de Marselha. O clube da moda na França agora é o Olympique Lyonnais. Em 2001, o Lyon, como é mundialmente conhecido, venceu a copa da liga da França e este ano conquistou o campeonato francês, ambos títulos inéditos em toda sua história. E, para a alegria da torcida, lidera também o atual certame. Nesse time campeão estão quatro brasileiros que ajudaram e muito a equipe nas duas conquistas: o lateral Cláudio Caçapa, o zagueiro pentacampeão Edmilson, o artilheiro Sonny Anderson e o meia Juninho Pernambucano.

Em 1950, o fundador Jean Mazier aproveitou a estrutura do Lyon Olympique Université para formar o primeiro time profissional da cidade, a terceira maior do país. Até esse ano, a equipe de Lyon era formada apenas por amadores e estudantes. Chegou à primeira divisão em 1952, mas acabou em 17º lugar na temporada daquele ano. Até o ano passado, a melhor colocação do time no campeonato francês tinha sido o segundo lugar, em 1995, quando deixou escapar a taça para o Nantes. Na década de 80 passou pelo pior momento de toda sua história, ao ser rebaixado para a segunda divisão em 1982, quando terminou em penúltimo lugar no campeonato. Passou por maus bocados durante seis temporadas e só saiu do inferno em 1989, quando voltou à elite do futebol francês.

Grandes craques do futebol internacional já vestiram a camisa azul e branca do Lyon, o que comprova a importância do clube. Lacombe, Bravo, Broissart, Chauveau, Chiesa, Combin, Cossou, Di Nallo, Domenech, Flamion, Garde, Gava, Jacquet, Maurice, Mihaljlovic, Moizan, Rambert, Tigana e Xuereb, entre outras figuras importantes, atuaram pelo time no passado. Até o Rei Pelé já defendeu, em um amistoso, as cores da equipe francesa.

Sob o comando do técnico Jacques Santini e com as atuações de jogadores como Delmotte, Foé, Müller e Carrière (além dos brasileiros, é claro), o Lyon vive agora uma das melhores fases desde sua fundação há 52 anos. Na final da copa da liga da França no ano passado, venceu o Monaco por 2 a 1 na morte súbita e este ano conquistou o inédito título de campeão francês ao derrotar o Lens por 2 a 0.

Os brasileiros são tratados como celebridades na cidade. Sonny Anderson foi comprado junto ao poderoso Barcelona e há três temporadas é o artilheiro do time no Francês. Caçapa tem o respeito dos adversários não só por sua segurança na defesa, mas também porque vira e mexe vai ao ataque e faz gols. Edmilson merece consideração pela Copa do Mundo conquistada no Japão. Por isso, já teve até o seu salário reajustado. E, finalmente, chegou Juninho Pernambucano, que é mais nova sensação de Lyon.

Cumprimentado por crianças e adultos nas ruas, o apoiador nem se lembra mais dos seis meses que teve que ficar de fora do time por causa da briga que travou na justiça com Eurico Miranda por causa de seu passe. Hoje, o jogador já arrisca o francês para retribuir o carinho que vem recebendo da torcida. Contra o vice-líder Auxerre, marcou os três gols da vitória por 3 a 0. Quem conhece o estilo do craque se surpreende, pois sabe que sua especialidade é a armação de jogadas. Talvez por isso mesmo Zagallo já o tenha chamado para o amistoso da Seleção contra a Coréia do Sul, em novembro.

Foto de Equipe Trivela

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]
Botão Voltar ao topo