Khimki: História breve e vitoriosa

A próxima temporada do futebol russo vai contar com um participante inédito na Premier Liga. Pela primeira vez em sua curta história, o Khimki vai ter a responsabilidade de enfrentar regularmente os grande clubes do país.

 

Campeão da segunda divisão neste ano, o título veio com sobras. Em 42 jogos disputados, foram 30 vitórias, nove empates e somente três derrotas, com 83 gols pró e 30 contra, tendo somado 99 pontos. Uma campanha irrepreensível, que encheu de orgulho os torcedores da cidade e fez a festa dos jogadores (foto).

 

Um dos heróis dessa conquista foi o experiente goleiro armeno Roman Berezovsky, de 32 anos, ex-Zenit, Torpedo e Dínamo Moscou, eleito um dos melhores goleiros do futebol russo nos anos 90.

 

“Eu tinha total confiança de que conseguiríamos o acesso. Tínhamos vários jogadores bons e a promoção sempre foi nosso objetivo. Assinei com o Khimki porque a oferta do clube era muito boa e eu queria jogar ao lado do Andrei Tikhonov e do Vladimir Beschasthykh. Tudo no Khimki é excelente, estou muito bem no clube e feliz em voltar à Premier Liga. Tenho certeza que não seremos meros espectadores no ano que vem”, afirmou o goleiro.

 

Se depender dos recentes feitos da equipe, não serão mesmo. Em 2005, a campanha do Khimki na Copa da Rússia colocou definitivamente o clube no mapa do futebol russo. Inacreditavelmente, o time foi desbancando favoritos na competição e conseguiu chegar à final. Na decisão, caiu diante do favoritismo do CSKA, mas vendeu caro a derrota por 1 a 0.

 

Surgimento novo

 

Khimki é uma cidade de 180 mil habitantes, que fica em Moscou Oblast (a Rússia é dividida em províncias ou regiões, chamadas de Oblast), nos arredores da capital do país, no caminho para São Petersburgo, e tem pouca história para contar, já que foi fundada apenas em 1939. Durante o governo soviético, foi um dos centros do programa de desenvolvimento espacial da URSS.

 

Nos últimos anos, a cidade tem crescido bastante, principalmente por estar na rota também do aeroporto Sheremetyevo, um dos principais da Rússia, e estar muito próxima de Moscou, que se desenvolve vertiginosamente.

 

Assim como a cidade, o Footbal Club Khimki também tem uma história curta. Inicialmente, o Khimki surgiu da união de dois clubes amadores, o Rodina e o Novator, e teve seu uniforme e escudo inspirados no Milan. No amadorismo, permaneceu só por um ano. Numa competição que envolveu mais de 150 clubes amadores do país, e que garantia uma vaga na quarta divisão nacional, o Khimki ficou com o título e se profissionalizou em 1997.

 

Logo em seu primeiro ano como profissional, ficou com o vice-campeonato e subiu para a terceira divisão. Lá permaneceu por três anos, após terminar em primeiro na sua zona na competição e lograr o acesso para a First Division, a segunda divisão russa – o Khimki disputou um playoff decisivo para subir com o Severstal Cherepovets e perdeu, mas como o vencedor não teve condições de disputar o torneio, a vaga ficou com o Khimki.

 

Passados seis anos, e já sob o comando de seu 12º treinador da história, Vladimir Kazachyonok, o clube conquistou seu primeiro título importante. Agora resta à diretoria e aos jogadores darem motivos para os torcedores acreditarem que a realidade da Premier Liga não será momentânea.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo