Ilhas Faroe: Futebol em terras viking

Em outubro passado, mais uma goleada contrária entrou para os registros do futebol feroês. O jogo, contra a seleção francesa, pelas eliminatórias da Eurocopa, disputado na capital Tórshavn (cujo nome significa “o porto de Thór”, deus nórdico do trovão e da luz), foi quase um treino para os Bleus, que venceram por um fácil 6 a 0.

A partida foi jogada no Tórsvollur, o estádio nacional do país, que tem capacidade para 6 mil pessoas. A seleção nacional das Ilhas Faroe, comandada por Jógvan Martin Olsen, evidentemente não tem grande currículo no futebol.

O acesso complicado e a pouca comunicação com outros países até o começo dos anos 90 fez com que o futebol feroês fosse pouco desenvolvido, apesar de a prática do esporte existir desde o final do século XIX. O frio excessivo (as temperaturas médias não passam de 11° C) e a pequena população também impedem o crescimento do futebol local, que ainda assim é o primeiro esporte do país, junto do remo e do handebol.

Os únicos títulos ganhos pela seleção feroesa são os campeonatos de futebol de 1989 e 1991 dos Island Games, uma competição poliesportiva disputada desde 1985 entre várias ilhas ao redor do mundo.

Tirando essas vitórias, a biografia de resultados das Ilhas Faroe é, no mínimo, desastrosa: o mais importante é uma vitória sobre a Áustria (em 1990, por 1 a 0, considerada a maior glória do futebol feroês), uma sobre a Estônia e outra sobre o Canadá, além de triunfos contra Malta, Liechtenstein, Luxemburgo e pequenas ilhas que sequer são filiadas à Fifa, como Alandas, Órcadas, Shetland e Jersey.

Quem são as Ilhas Faroe

Durante a Segunda Guerra Mundial, as Ilhas Faroe foram importantes estrategicamente, pois ficam muito bem localizadas no Atlântico Norte. Após a invasão nazista na Dinamarca (que tem controle das ilhas desde o Tratado de Kiel, em 1814), serviu de base aérea às tropas inglesas, que inclusive construíram o atual aeroporto internacional do país, o Vágar.

Como dito, Faroe é uma província associada à Dinamarca, mas tem grande autonomia política, primeiro-ministro (atualmente, Jóannes Eidesgaard) e parlamento próprios e desde 1948. É considerada um território semi-independente, sendo que apenas o poder judiciário é de responsabilidade dinamarquesa.

O nome das Ilhas Faroe em faroês (idioma local considerado pelos lingüistas o mais próximo do que falavam os antigos vikings) é Foroyar, que significa “terra das ovelhas”, pois a primeira pessoa a relatar chegada às ilhas por volta de 500 d.C., o irlandês Bréanainn of Clonfert (que mais tarde seria canonizado como São Brandão), viu muitas ovelhas pastando.

Sopa de letrinhas

Os principais jogadores feroeses de todos os tempos são o lendário goleiro Knudsen (atualmente no NSÍ Runavík), Abraham Lokin (já aposentado), o goleiro Mikkelsen (atualmente no B36 Tórshavn e titular da seleção), Óli Johannesen (que chegou a jogar pelos dinamarquês Aarhus, hoje joga no TB Tvoroyri) e Todi Jónsson (que recentemente encerrou a carreira no dinamarquês Fremad Amager). Hoje em dia, algumas promessas do futebol local são o zagueiro Djurhuus, de 21 anos e já pretendido por times dinamarqueses, o trombador centroavante Símun Samuelsen, que joga o Campeonato Islandês, o goleiro Gunnar Nielsen, também com 21 anos, que está no inglês Blackburn e o volante Johann Trost Davidsen, de apenas 19 anos e considerado o jogador com maior potencial da história feroesa.

No campeonato nacional, o Formuladeildin, disputado desde 1942 e vencido nessa temporada pelo NSÍ Runavík, os destaques são o HB Tórshavn, com 19 títulos e o KÍ (com 16), além do B36 e do TB Tvoroyri, ambos com oito títulos. São três divisões, cada uma com 10 times, subindo dois e caindo dois por temporada. O calendário coincide com a temporada brasileira: vai de abril a outubro, para fugir do rigorosíssimo inverno, quando a média de temperatura cai para -8°C.

Uma curiosidade final: muitos times feroeses têm siglas como nomes, lembrando os times alagoanos tão tradicionais. B36 significa Bóltfelagio 1936 (“Futebol Clube 1936”), GÍ significa Gotu Ítróttarfelag (Clube Esportivo de Gota), HB Tórshavn significa Havnar Bóltfelag, ou seja, Futebol Clube do Porto, em homenagem à capital Tórshavn (Porto de Thor), KÍ é Klaksvíkar Ítróttarfelag (Clube Esportivo de Klaksvík), entre outros.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo