Fórmula-Fla? Fórmula-Corinthians?

Agora foi a vez do Corinthians. Mais um clube fez um evento para apresentar seu “carro” para a Superleague Formula, categoria de automobilismo que terá início em agosto com carros carregando cores e nomes de times de futebol do mundo. Será mesmo?

Há uns anos, uns investidores lançaram essa idéia no mercado, apresentaram alguns carros pintados com distintivos de clubes e… nada! Como deve acontecer agora. Não faltam motivos para acreditar nisso:

1) Os “carros” apresentados nem motores têm. na verdade, são carcaças de carros comprados, mas não significa que exista um carro de verdade para a categoria.

2) O único carro de verdade foi supostamente apresentado nesta semana. Só andou em linha reta e ninguém tem imagens em movimento (só fotos) do acontecimento. Dizem que haverá um treino mais decente em brve, em Donington Park. A conferir.

3) Pilotos? Ninguém sabe de nada. E o Corinthians falou em Bruno Senna. Hahahahaha. O garoto já tem carreira consolidada, está na GP2 e quer a Fórmula 1. Ir para a Superleague seria dar vários passos para trás.

4) Uma categoria como essa é inviável. Suponhamos que os torcedores dos clubes representados (já estão “confirmados” Anderlecht, Basel, Borussia Dortmund, Corinthians, Flamengo, Galatasaray, Milan, Olympiacos, Porto, PSV e Sevilla) assistam às corridas, o que fariam os milhões de torcedores não-representados. O palmeirense veria? O vascaíno? O gremista? O romanista? O benfiquista? O madridista? Se ele gostar de automobilismo, vai preferir a A1GP, a Fórmula 3 ou qualquer categoria. O mercado da Superleague é pequeníssimo.

Uma categoria de automobilismo com times de futebol só tem a mínima chance de sobreviver se for nacional e ter carros dos times importantes desse país. Daí, dá para fazer uma “final mundial” no fim do ano, como é o GP de Macau para a Fórmula 3. E olha que estou sendo bastante otimista.

O que se tem, até agora, é alguém com uma idéia na cabeça usando os clubes para ter espaço em mídia e, quem sabe, ver se assim atrai algum investidor maluco para bancar a brincadeira.

PS.: carro de corrida com cor de time brasileiro lembro de poucos. O Palmeirinha pinta seu carro de rali com o distintivo do Palmeiras. O Norio Matsubara tinha, na Fórmula Ford em 1989, um carro com o distintivo do Matsubara-PR na carenagem. Ah, e nos anos 1970 tinha um carro de categoria turismo com o símbolo da Portuguesa.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo