Champions LeagueSem categoria

“Festa de Libertadores” do Bayern era também reclamação contra o preço dos ingressos

A torcida do Bayern de Munique dominou o Estádio Emirates. Diante dos anfitriões, tímidos com a missão complicadíssima do Arsenal na Liga dos Campeões, os bávaros cantaram bem mais alto durante os primeiros minutos de jogo. Os londrinos se animaram no decorrer do primeiro tempo. Ainda assim, não houve o que calasse os visitantes na etapa complementar, com os cinco gols saindo bem na meta a sua frente. Festa belíssima, que terminou na comemoração em conjunto entre torcedores e jogadores, repletos de motivos diante da vitória por 10 a 2 no placar agregado.

Em certo momento, até parecia que os alemães se inspiraram na Libertadores. Logo após o apito inicial, dezenas de rolos de papel invadiram o campo na Inglaterra. Porém, mais do que festa, aquilo era um protesto. A torcida reclamava do alto preço dos ingressos. “Londres: 64 libras. Munique: 59 + 1 euros. A ganância não conhece limites”, dizia um conjunto de faixas exibido. Logo depois, também mandaram outro recado: “Sem torcedores, o futebol não vale um centavo”. As bobinas, no fim das contas, eram para chamar atenção.

Por causa da manifestação, o jogo foi paralisado por alguns instantes – o que não interrompeu a vibração dos bávaros. A ação, no entanto, pode render uma punição ao clube, conforme o regulamento da Uefa.

bayern

bayn

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo