De Federico: o “novo Messi”

Alguns dizem que ele é novo reforço para o centenário do Corinthians, porém, sua equipe resiste na intenção de não liberá-lo. Ele é uma das novas joias do futebol argentino. É cobiçado pelo futebol europeu e apelidado de “novo Messi”. Ele é Matías de Federico, jogador do Huracán, vice-campeão argentino.

“A negociação está dentro do que o Corinthians pode dispor. E o jogador parece ser uma potência que pode explodir no futebol. Esperamos que dê certo”, disse o diretor de futebol do clube paulista, Mário Gobbi. “Estamos indo atrás dele porque cremos que se encaixe perfeitamente nos nossos planos. Fizemos uma proposta ao Huracán e a seu empresário, e estamos no aguardo de uma resposta para ver se podemos anunciá-lo”, afirmou o dirigente.

O jogador é uma potência em ascensão, que surgiu com outros nomes na boa campanha de seu clube no Clausura, mas só precisa ser bem lapidado. Devido sua altura, seu jogo aéreo é um pouco pobre. Federico atua como meia-atacante. Joga pelas pontas, daí sua comparação com Messi. É canhoto, veloz e tem visão de jogo. Tem um corpo franzino. 69Kg distribuidos por 1m71. Pode jogar também como segundo atacante, mas rende mais quando o jogador vem de trás com a bola dominada. Tem um chute forte. Gosta de atuar pelo lado direito.

O jogador é formado nas divisões de base do Globo e estreou na primeira divisão com apenas 17 anos, no empate por 0 a 0, contra o Tigre. Sua equipe estava na divisão de acesso. Entrou no segundo tempo. Sua estreia na divisão principal aconteceu seis meses depois. Na primeira temporada no time profissional, o jovem atuou em mais duas partidas, todas entrando no decorrer das partidas. Desde os 18 faz parte do elenco principal.

A evolução foi acontecendo aos poucos. No Clausura de 2008, o jogador iniciou apenas uma partida como titular e atuou em outros oito jogos. Já na temporada seguinte, no Apertura 2008, o jogador teve uma queda na performance. Um jogo como titular, um como reserva e o primeiro gol no Campeonato Argentino. O jogador aos poucos foi ganhando confiança e na reta final do Campeonato Argentino, o treinador Angel Cappa apostou no garoto. No Clausura 2009 foram 19 jogos, todos como titular, além de cinco gols marcados. Não só nele, como também no jovem Pastore. Os dois eram apontados pela imprensa argentina como o “ataque fantástico”.

O bom desempenho no clube e a boa colocação do clube no campeonato, deram a Matías uma convocação pelo treinador da seleção argentina, Diego Maradona, na disputa de uma partida amistosa contra o Panamá, em abril. A Argentina, com apenas jogadores que atuam no pais, venceu por 3 a 1. De Federico marcou o primeiro gol e deu assistência para outro. Uma partida inesquecível para o jogador.

O jogador está tirando passaporte italiano e o destino deve ser a Europa. Mas uma rápida passagem pelo futebol brasileiro, assim como fez Tevez e Mascherano, não está descartada, principalmente pelo fato do jogador querer jogar ao lado de Ronaldo. Mesmo não anunciado oficialmente epla diretoria corintiana, o jogador se vê como atleta do clube. “Gosto muito do Ronaldo, pelo que foi, pelo que é, e pelo o que representa para o futebol brasileiro. Será especial jogar com ele. E estou encantado com a possibilidade de jogar a Libertadores”, afirmou o jogador em um programa de mesa redonda no Brasil.

Ano passado, o Botafogo demonstrou interesse na contratação do jogador. Por pouco a negociação não foi concretizada. O time carioca queria pagar 150 mil doláres pelo empréstimo do jogador, com opção de compra no valor de 650 mil. Na Europa, dizem que Pep Guardiola e Txiki Begiristain, treinador e dirigente do Barça, respectivamente, já pediram vídeos do jogador. O Liverpool também já mostrou interesse, da mesma forma que a Juventus. Catania, Getafe, ente outros clubes também fizeram sondagens.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo