Como seria o mundo sem os idiotas?

Provavelmente, seria um lugar melhor. Muito melhor. E muito mais desértico. Talvez só 1% da humanidade sobrevivesse. Eu não estaria entre esses salvos, mas me candidataria para a triagem. Afinal, sou brasileiro e não desisto nunca. Vai que consigo enganar alguém e ficar vivo nesse mundo “desidiotizado”.

Quem certamente não passaria nessa triagem é um tal de “Palestra”. Coitado, deve ser uma pessoa bastante desocupada, pois fica o dia inteiro entrando neste blog para comparar o comportamento sexual dos são-paulinos a um personagem arctiodáctilo de um desenho da Disney.

Se você, leitor, ainda não viu as participações do sujeito, é porque a moderação (que aliás, é feita coletivamente. Não sou a única pessoa a fazer isso) deste blog apagou. E vai continuar apagando. Não por eu ou sei lá quem ser são-paulino (eu, são-paulino? Hahahahaha), mas por ser desagradável, gratuito e, principalmente, preconceituoso.

Estou dizendo isso para dar uma explicação a todos os outros participantes deste blog. Muitos ficariam entre o 1% da humanidade que se salvaria no mundo “desidiotizado”. Mas, como o mundo ainda tem idiotas, a gente pode ser obrigado a adotar posturas mais restritivas, como aprovação de comentários ou coisas do tipo. Então, saibam de quem é a culpa caso isso ocorra. De resto, fica o pedido para que todos o ignorem, pois é o que ele merece.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo