Champions LeagueSem categoria

André Santos marca e Arsenal vence Olympiacos

O Arsenal fez valer o mando de campo e bateu o Olympiacos por 2 a 1 nesta quarta-feira, em partida válida pela fase de grupo da Liga dos Campeões. Os gregos venderam caro a derrota, que teve como destaque o garoto Alex Oxlade-Chamberlain, que anotou seu primeiro gol na Champions logo em sua estreia na competição.

O resultado deixou o Arsenal na vice-liderança do Grupo F, com quatro pontos. Já o Olympiacos é o lanterna, ainda sem pontuar.

Quem teve a primeira boa chance da partida foram os visitantes. Fejsa recebeu a bola sem marcação do lado direito do ataque e cruzou para David Fuster, dentro da área. O chute saiu pelo lado do gol de Szczesny.

O Arsenal, porém, não demorou a dar sua resposta. O jovem Alex Oxlade-Chamberlain, de 18 anos, começou a brilhar. Caindo pelo flanco direito do campo, o ponta encontrava espaço para ir para cima da defesa grega. E, aos oito minutos, o garoto deixou a sua marca. Song lançou do campo de defesa e Oxlade-Chamberlain dominou, arrematando para as redes da entrada da grande área.

Apesar do domínio de posse de bola dos ingleses, o Olympiacos começou a crescer no jogo após sofrer o gol, principalmente com Djebbour e Mirallas. No entanto, André Santos tratou de brecar qualquer reação aos 20 minutos. Após ver seu cruzamento cortado, o brasileiro arriscou o chute de direita e tirou do alcance de Constanzo.

No entanto, o Olympiacos diminuiu a diferença quando os Gunners voltavam a ter as melhores chances. David Fuster, de cabeça, anotou o gol, após escanteio cobrado por Ibagaza. Depois do tento, os gregos continuaram a pressão e obrigaram Szczesny a fazer boa intervenção, após jogada de José Holebas. A Thrylos permaneceu superior até o intervalo, mas, na melhor oportunidade, Szczesny parou Mirallas.

O Olympiacos voltou a incomodar na etapa complementar. Mirallas mandou para o gol e a bola passou próxima da trave. Aos seis minutos, o Arsenal finalmente chegaria ao ataque, novamente com Oxlade-Chamberlain, mas sua tentativa foi parada por Constanzo.

Apesar de não concluir tanto, os gregos permaneceram no domínio de jogo nos minutos seguintes. Aos 23 minutos, Wenger promoveu a entrada de Aaron Ramsey no lugar de Oxlade-Chamberlain. Um minuto depois, os Gunners voltaram a chegar perto do terceiro, depois de chute de Arshavin que foi para fora. Logo em seguida, foi a vez de Van Persie entrar em campo, substituíndo Chamakh.

As mudanças não mudaram a postura dos ingleses, que seguiram recuando para o campo de defesa. Nos contra-ataques, a aposta do Arsenal era nas bolas áreas, sucessivamente cortadas por Mellberg.

O Olympiacos continuou tentando a igualdade, especialmente nos dez minutos finais. Aos 45, Szczesny faria outra defesa, desta vez em arremate de Fejsa. Mas, ao apito final, a vitória por 2 a 1 prevaleceu.

Ficha Técnica

Arsenal 2×1 Olympiacos

Local: Emirates Stadium, em Londres (ING)
Data: 28/set, quarta-feira
Árbitro: Carlos Velasco Carballo (ESP)
Gols: Alex Oxlade-Chamberlain, aos 8’/1T (Arsenal), André Santos, aos 20’/1T (Arsenal) e David Fuster, aos 27’/1T (Olympiacos).
Cartões amarelos: Tomas Rosicky e Mikel Arteta (Arsenal); José Holebas e Rafik Djebbour (Olympiacos).

Arsenal
Wojciech Szczesny, Bacary Sagna, Per Mertesacker, Alex Song e André Santos; Emmanuel Frimpong, Mikel Arteta e Tomas Rosicky; Alex Oxlade-Chamberlain (Aaron Ramsey, aos 23’/2T), Marouane Chamakh (Robin Van Persie, aos 26’/2T) e Andrey Arshavin (Kieran Gibbs, aos 38’/2T). Técnico: Arsène Wenger.

Olympiacos
Franco Constanzo, Vasilis Torosidis, Olof Mellberg, Iván Marcano e José Holebas; Pablo Orbaiz (François Modesto, aos 30’/2T), Ljubomir Fejsa, Diego Fuster (Marko Pantelic, aos 35’/2T) e Ariel Ibagaza; Rafik Djebbour e Kevin Mirallas (Djamel Abdoun, aos 30’/2T). Técnico: Ernesto Valverde.

Mostrar mais

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo