James Rodríguez parecia pronto a se tornar uma das transferências mais comentadas do mercado. O colombiano, de volta ao Real Madrid após passar as duas últimas temporadas no Bayern de Munique, era cortejado por diferentes clubes da Europa e o Atlético de Madrid estava à frente na corrida para contratá-lo. Pois foi então que a goleada por 7 a 3 no amistoso da última sexta-feira pesou contra os colchoneros. Segundo a imprensa espanhola, os merengues devem desistir da transferência – entre outros motivos, para não reforçar os rivais depois da humilhação sofrida no clássico.

A pré-temporada vem sendo bastante penosa ao Real Madrid, não somente pelos resultados. Os merengues também perderam Marco Asensio, que sofreu uma lesão ligamentar no joelho durante amistoso contra o Arsenal e passará os próximos meses em recuperação. James, teoricamente, irá ocupar a lacuna deixada pelo jovem. De férias prolongadas por causa da Copa América, o colombiano se juntou aos treinamentos nesta segunda-feira, ao lado dos outros atletas que participaram da competição continental – Casemiro e Éder Militão. E, ao que tudo indica, reintegrará o elenco de Zinedine Zidane.

A maior questão será a própria relação de James com o treinador. A saída do colombiano ao Bayern de Munique foi conturbada, especialmente depois que o meia ficou de fora da convocação para a decisão da Champions em 2017. No momento, o Real Madrid continua sua turnê rumo à Alemanha, enquanto o jogador treina na Espanha. O retorno da equipe será fundamental para conhecer a postura do comandante. Certo é que há razões para Florentino Pérez segurar o sul-americano no grupo, sobretudo por sua versatilidade.

Empresário de James Rodríguez, Jorge Mendes colocou panos quentes sobre qualquer entrave. “Quem decide é o presidente Florentino. Eu só quero o melhor para James. Quanto à sua relação com Zidane, são dois profissionais”, assinalou o português, em entrevista ao Marca. O AS, todavia, garante que a intenção de Zidane era a de vender o armador. As garantias de que as portas se reabrirão para o meia disputar um posto como titular serão essenciais.

O Marca ainda fala que existe um “pessimismo” entre os dirigentes do Atlético de Madrid sobre a compra de James. O Real Madrid, que já dificultava as conversas, teria um motivo a mais para negar a venda após a goleada no amistoso. Sem grandes perspectivas, os dirigentes colchoneros não imaginam que a conversa se tornará favorável. Outro possível destino seria o Napoli. Entretanto, os italianos desejam o empréstimo do colombiano, enquanto a preferência inicial dos merengues era pela saída definitiva.

O caso envolvendo James Rodríguez ainda se soma ao impasse quanto à continuidade de Gareth Bale. O galês não faz questão de esconder seu desejo de sair, assim como Zidane lhe ofereceu pouquíssimos minutos em campo na pré-temporada. O Jiangsu Suning era o destino mais provável, mas a transferência naufragou – segundo relatos, entre o empecilho de Florentino e o desejo da família do ponta em não se mudar à China. Será um imbróglio mais difícil de se resolver, considerando os atritos públicos entre o treinador e o técnico.

********

Estamos também no YouTube! Confira nosso último vídeo e se inscreva no canal para fortalecer o jornalismo esportivo independente em mais um meio: