Portugal

O Sporting sonha mais alto nesta temporada e provou isso, ao vencer o clássico contra o Benfica nos últimos instantes

No futebol, existe uma famosa “pinta de campeão”. Muitas equipes não se valem apenas do bom futebol para conquistar taças, mas também veem situações conspirar a seu favor e parecem prontas para um esforço a mais em busca das vitórias. Em Portugal, ainda é cedo para a definição, o Sporting indica tal pinta. Nesta segunda, os leoninos faziam o clássico contra o Benfica no Estádio José Alvalade. Não era uma partida de encher os olhos e o placar zerado ia prevalecendo. No entanto, os sportinguistas tiveram um motivo a mais para acreditar que neste ano o jejum chegará ao fim. Nos acréscimos do segundo tempo, Matheus Nunes anotou um gol salvador e garantiu a vitória dos alviverdes por 1 a 0 – que deixa os benfiquistas nove pontos atrás na tabela.

O Sporting mantém um ritmo muito forte no Campeonato Português. Restando apenas mais uma rodada para o fim do primeiro turno, o time de Rúben Amorim permanece invicto. Conquistou a Taça da Liga recentemente e sustenta sua vantagem sobre os dois principais concorrentes. E se o Porto vem quatro pontos atrás, tentando tirar a diferença, a situação do Benfica é pior. O time não se acerta, mesmo com os caros reforços trazidos por Jorge Jesus, e vinha de uma série de tropeços recentes. Até por isso, o clássico deveria representar uma virada aos encarnados. No fim, só amplia a crise.

O Benfica foi ao Alvalade sem Jorge Jesus, se recuperando da Covid-19. O assistente João de Deus assumiu a equipe e tentou espelhar o esquema dos rivais. Já o Sporting tinha como uma de suas novidades o meio-campista Matheus Nunes. Substituindo João Palhinha, o brasileiro de 22 anos ganhou uma oportunidade ao lado do veterano João Mário na faixa central e foi especialmente preparado por Rúben Amorim durante os últimos dias. Faria a diferença.

Quando a bola rolou, o Benfica logo perdeu o lesionado Jardel aos dez minutos. Os encarnados adotavam uma postura mais conservadora, de priorizar a marcação, mas não colheram grandes frutos. O Sporting ainda conseguia se sentir mais cômodo e terminou o primeiro tempo um pouco superior, com direito a uma cabeçada perigosíssima de Neto aos 40 minutos. De qualquer maneira, ainda era uma partida fraca tecnicamente, de muito estudo entre os times e poucas ocasiões de gol.

O Benfica voltou mais aceso para o segundo tempo, mas a postura não durou muito. O Sporting logo retomaria o controle do clássico e começaria a levar mais perigo. Sem tantas chances claras apesar da superioridade dos anfitriões, o empate parecia mesmo prevalecer à medida que o fim da partida se aproximava. Porém, os leoninos acreditaram mais no resultado e isso fez toda a diferença nos acréscimos. O jovem Matheus Nunes virou talismã, ao aparecer na área para marcar o gol da vitória aos 47 minutos. Após cruzamento, Vlachodimos afastou mal e o brasileiro definiu de peixinho para um triunfo essencial.

O Sporting não vencia o Benfica dentro do próprio Alvalade pelo Campeonato Português desde 2012. O mero dado mostra a desigualdade recente no clássico e o peso deste resultado. Nove pontos atrás, os benfiquistas caem à quarta colocação e precisam correr contra o tempo. Já os sportinguistas saem fortalecidos, com 42 pontos, num primeiro turno que beira a perfeição. A principal ameaça é o Porto, que venceu o Rio Ave por 2 a 0 nesta segunda e aparece quatro pontos atrás dos leoninos.

Classificação fornecida por SofaScore LiveScore

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo