Portugal

Numa mostra de consideração, o Porto renova com Pepe até 2023, quando o zagueiro completará 40 anos

O Porto renovou o contrato de Pepe por mais duas temporadas. E o novo vínculo oferecido pelo clube demonstra uma ligação forte, que vai além da própria racionalidade a um jogador de 37 anos. O zagueiro firmou seu acordo com os portistas até 2023, garantindo seu espaço no elenco rumo ao final da temporada em que completará 40 anos. O veterano continua como um jogador importante e lidera a defesa da equipe de Sérgio Conceição. Ainda assim, a notícia diz muito mais sobre idolatria e identificação.

Pepe retornou ao Porto em janeiro de 2019, às vésperas de completar 36 anos. Poderia haver um receio quanto à forma do veterano, que rompeu seu contrato com o Besiktas por questões financeiras, mas os portistas apostavam no velho ídolo para servir de exemplo no Estádio do Dragão. Apesar da idade avançada, Pepe se manteve como peça imprescindível e foi titular desde então, importante na conquista do Campeonato Português em 2019/20. E com o veterano seguindo como peça central na engrenagem, a diretoria resolveu oferecer uma renovação atípica a um jogador de sua faixa etária.

“Espero continuar a conquistar títulos, é com esse objetivo que me levanto todos os dias. Representar um clube histórico como o Porto é uma dádiva. Trabalhamos sempre com intuito de poder honrar o Porto”, declarou Pepe, ao site oficial do clube. “A idade é só um número, o que vale é o meu rendimento e capacidade em campo e nos treinos. Vocês só veem o jogo, não o trabalho diário, que é o que faz com que cheguemos ao jogo com capacidade. Tenho a felicidade de ter bons treinadores, bons profissionais, que cuidam da alimentação, do descanso, por isso estou num grande clube como o Porto. Até aos 40 e quem sabe possa ir até aos 42. Trabalhamos sempre com intuito de poder honrar o Porto”.

Já o presidente do Porto, Jorge Nuno Pinto da Costa, exaltou: “Pepe vive o Porto como muitos que nasceram aqui não conseguem. Ele representa bem o símbolo e os valores que o Porto pretende que todos que o servem tenham”. A postura indica até mesmo uma intenção de que o zagueiro continue nos corredores do clube, tamanha prova de confiança, que vai além dos naturais problemas físicos que qualquer jogador encara no final da carreira. Além disso, também oferece uma garantia de que Pepe poderá se aposentar no Estádio do Dragão.

Pepe chegou ao Porto em 2004, trazido do Marítimo. O zagueiro conquistou dois títulos do Campeonato Português, uma Taça de Portugal e uma Copa Intercontinental, numa equipe que acabara de faturar a Champions League. Deixaria o Estádio do Dragão em 2007, quando se transferiu ao Real Madrid, já integrando a seleção portuguesa. Neste retorno em 2019, somou mais um troféu da liga à sua conta. São 149 partidas disputadas com a camisa alviazul, contabilizando 11 gols. E o tempo oferecido pelo novo contrato permitirá ao veterano mirar novas marcas.

Pensando em termos financeiros, a renovação de Pepe pode representar um prejuízo ao Porto, caso o zagueiro sofra alguma lesão grave ou caia abruptamente de rendimento. Os números do novo acordo, entretanto, falam bem mais de idolatria e consideração. A extensão do vínculo corresponde à maneira como o clube leva em conta a liderança, o exemplo e a dedicação do beque. Uma maneira de quantificar a relação profunda que existe.

Foto de Leandro Stein

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreveu na Trivela de abril de 2010 a novembro de 2023.
Botão Voltar ao topo