Portugal

No primeiro amistoso com o Benfica, Cebolinha deixou sua marca com um bonito gol

O novo Benfica de Jorge Jesus deu as caras neste domingo, com um amistoso disputado diante do Bournemouth. O treinador promoveu algumas estreias, bem como apresentou as marcas de seu trabalho. E a vitória por 2 a 1 sobre os ingleses já teve o protagonismo de Everton Cebolinha. Titular pelo lado esquerdo do meio-campo, o ex-gremista não perdeu a ofensividade e anotou um belo tento, que concluiu o placar favorável aos encarnados. Já deixa a sua boa impressão inicial.

Além de Cebolinha, outra novidade entre os titulares foi Jan Vertonghen. E o Benfica atuou em alto nível de intensidade, mesmo sendo um amistoso, marcando alto e pressionando os adversários no campo de ataque. O primeiro gol seria cortesia de Adel Taarabt, num petardo da entrada da área. O Bournemouth empatou com Arnaut Danjuma. Então, Everton resolveria. O ponta teve um gol anulado por falta no lance, antes de definir o placar pra valer. Pegou a bola pela esquerda, girou sobre a marcação e atirou de longe, acertando o cantinho.

Entre as muitas alterações durante o segundo tempo, Jorge Jesus também mandaria a campo Gilberto e Luca Waldschmidt, outras novidades dos benfiquistas para 2020/21. A equipe ainda disputará um amistoso contra o Braga na próxima semana. A estreia no Campeonato Português está marcada para 20 de setembro, em visita ao Famalicão. Tempo suficiente para que as ideias do Mister fiquem enraizadas e para que as novas peças encontrem seus espaços.

https://twitter.com/universoslb/status/1300135081911234560?ref_src=twsrc%5Etfw%7Ctwcamp%5Etweetembed%7Ctwterm%5E1300135081911234560%7Ctwgr%5E&ref_url=https%3A%2F%2Fcdn.iol.pt%2Fjs%2Futils%2FSNMacro%2FEmbed%2FEmbedTwitter.html%3Ftweet%3Dhttps%3A%2F%2Ftwitter.com%2Funiversoslb%2Fstatus%2F1300135081911234560autoplay%3Dfalsetype%3Dwebgtm%3DGTM-W25N7Wcanal%3Dmaisfutebol

 

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Bloqueador detectado

A Trivela é um site independente e que precisa das receitas dos anúncios. Considere nos apoiar em https://apoia.se/trivela para ser um dos financiadores e considere desligar o seu bloqueador. Agradecemos a compreensão.