Portugal

Leões às urnas

Os associados do Sporting vão às urnas neste sábado para escolher o substituto de José Eduardo Bettancourt na presidência do clube. Ao todo, são cinco os candidatos ao pleito, provenientes de diferentes (ou nem tanto assim) linhas políticas da agremiação. A tônica, de debates e declarações à imprensa, tem sido a de constantes promessas e respostas bem ácidas a questionamentos de rivais. Promessas essas que já dizem respeito à formação de estafes técnicos e mesmo jogadores, e que, no primeiro momento, soam mais como ferramentas de campanha do que com acordos efetivamente concluídos.

No começo do mês, uma pesquisa do instituto Eurosondagem, que registrou o favoritismo de Godinho Lopes na disputa – ele ostenta 39,1% do interesse dos associados leoninos, contra 35,2% de Dias Ferreira e 7% de Pedro Baltazar. No entanto, na última semana, Bruno de Carvalho apareceu com 42,6% em sondagem da Euroexpansão, superando Lopes (18,5%), Baltazar e Ferreira. Abrantes Mendes, por sua vez, ainda não está entre os mais cotados. E de uma hora para outra, chovem nomes de possíveis novos jogadores e treinadores para a equipe, cujo passivo quase chega aos 300 milhões de euros.

Godinho Lopes tem “derramado” reforços até o momento, como os atacantes Hugo Almeida e Bobô (ambos do Besiktas), o lateral esquerdo Oscar Wendt (Kobenhavn), os zagueiros Alberto Rodriguez (Braga), Ezequiel Garay (Real Madrid) e Alex Silva (São Paulo). Mas o nome mais aguardado é o do novo técnico. E se inicialmente Lopes acenava com Luís Felipe Scolari, a bola da vez é um treinador “jovem, português e ambicioso”. E, somando dois mais dois, chega-se a Domingos Paciência, cujo contrato com o Braga se encerra no fim da atual temporada.

Dias Ferreira, por sua vez, também conta com a força de um ex-jogador e ídolo: Paulo Futre, que assumiria a diretoria de futebol em caso de vitória. Não fala muito em reforços à imprensa, mas afirma já ter acertado verbalmente com Frank Rijkaard, ex-Barcelona, para o comando técnico da equipe. A aposta, também, é em um bom relacionamento com a diretoria blaugrana, que pode, inclusive, resultar em atletas do time catalão em Alvalade. A expectativa é de que Dias Ferreira apresente, até o final de semana, quais os nomes desejados por Rijkaard. Todos, porém, jogam fora de Portugal.

Já Pedro Baltazar acenou com o lateral da Internazionale, Davide Santon, o meia do Real Madrid, Pedro León; e o atacante Adriano (é, ele mesmo). Além disso, disse também já ter um treinador certo: ninguém menos do que Zico, tido como nome ideal por falar português e ter um currículo diferenciado. Já indicou, ainda, Hans Van der Zee como responsável pelo scouting leonino. A aposta no holandês diz respeito à experiência dele em PSV (onde trabalhou entre 2001 e 2007, com Guus Hiddink) e no Ajax (com Marco Van Basten).

Van Basten, aliás, é o nome-chave da candidatura de Bruno de Carvalho. O holandês, que já passou por Ajax e pela Oranje teria, ainda, como auxiliares, o ex-jogador Oceano Cruz – que já está no Sporting – e o conterrâneo Mitchell Van der Gaag, ex-Marítimo, que ajudaria o antigo ídolo do Milan na adaptação ao futebol português. Outro projeto de Carvalho é um fundo russo de 50 milhões de euros, que seriam investidos no clube. Carvalho ainda não anunciou possíveis contratações, e tem criticado os demais concorrentes de “negociarem em desespero”.

Por fim, há Abrandes Mendes, cuja porcentagem nas pesquisas tem variado entre 1% e 1,5%, e que também chegou a citar Felipão como seu técnico, mas hoje já afirma que, embora tenha três nomes na cabeça, prefere não determinar qual será o comandante. A proposta que considera principal está voltada às categorias de base. Um de seus projetos é o de construir uma cidade desportiva na área de Portela, próxima ao estádio do clube, que “substituiria” a Academia de Alcochete, que se tornaria alvo de permuta, após a finalização de um novo aeroporto em Lisboa.

Como se vê, muitos são os projetos e promessas, bem como reforços e técnicos jurados a uma torcida que tem visto o clube, a cada ano, se distanciar mais de Porto e Benfica do “hall” dos grandes em Portugal. Algumas ideias até são arrojadas, porém, não se sabe se eles realmente levam em consideração a atual situação do Sporting. Mas o que se evidencia é o racha nos bastidores do clube. Afinal, são cinco frentes trocando tiros entre si, mostrando que, findado o pleito, não parece que estas se unirão. Sinal de que os problemas em Alvalade vão além dos campos ou do que essa eleição poderá resolver.

Show europeu

A Liga Europa é uma “segunda divisão” europeia? Claro que não é bem assim, mas é evidente que seu nível não é o mesmo de uma Liga dos Campeões. O que não desmerece o feito histórico do futebol português na última semana, em especial do Braga. Foram duas belas partidas contra o Liverpool, que culminaram em uma justa classificação às quartas-de-final, de forma inédita. Em ambas, os bracarenses souberam se portar na defesa e atacar com precisão. Não deixaram os Reds jogar nas duas partidas, e ainda contaram com uma partida inspirada do goleiro Arthur, na Inglaterra.

Os avanços de Porto e Benfica também foram justos, ainda que esperados. O bom resultado portista na Rússia encaminhou a vaga contra o CSKA. A vitória em território portuense foi tranquila, apesar do 2 a 1. Já as Águias tiveram um pouco mais de trabalho, mas, tecnicamente superiores ao Paris Saint-Germain, aproveitaram-se do gol marcado cedo por Nico Gaitán para deixar o rival perdido. Apesar do empate e de alguma pressão, os portugueses souberam controlar os franceses. As casas de aposta dão favoritismo para Porto e Benfica na decisão. Será que a Liga Europa terá uma final história, o pá?

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo