Portugal

Felipe Anderson é um importante reforço do Porto num fim de mercado agitado ao clube

O Porto perdeu seus dois principais jogadores nesta segunda-feira. Danilo Pereira e Alex Telles foram essenciais aos últimos sucessos dos portistas, marcando-se como ídolos no Estádio do Dragão. O clube também aproveitou os últimos dias para fazer caixa com as vendas de Tiquinho Soares, Yordan Osorio e Zé Luís, engordando os cofres já cheios pelos €40 milhões embolsados na saída do garoto Fábio Silva ao Wolverhampton. A janela mais ampla em Portugal, ao menos, garantiu tempo para o Porto manobrar e buscar suas reposições. Entre as muitas novidades desta terça, está Felipe Anderson. O meia deixa o West Ham por empréstimo de um ano, para ser um nome importante nesta reestruturação dos alviazuis.

Felipe Anderson parecia estagnado no West Ham. Depois de viver bons momentos na Lazio, o ex-santista foi levado a Londres sob boas expectativas e as cumpriu em sua primeira temporada. O brasileiro foi um dos melhores jogadores dos Hammers em 2018/19, quando marcou nove gols na Premier League e ajudou o clube a ficar no meio da tabela. Só que a boa forma não se manteria na temporada passada e Felipe até perdeu a posição na reta final do campeonato. Também vinha ficando no banco neste novo começo de campanha e buscar novos ares parecia um bom negócio ao jogador.

Aos 27 anos, Felipe Anderson desembarca no Estádio do Dragão como um jogador rodado nas principais ligas da Europa e com uma dose de talento evidente. Precisa ser mais constante dentro de campo, mas o nível de exigência do Campeonato Português pode ajudá-lo neste sentido. Em um momento no qual o Porto precisa responder às contratações midiáticas do Benfica, o brasileiro se torna uma das faces deste novo momento. E tem qualidade para provar seu valor, concorrendo com Otávio e com o colombiano Luis Díaz pela titularidade no lado esquerdo do ataque.

O Porto, ainda que venha do título nacional, precisará encarar esta pequena readaptação. O clube trouxe dez reforços, cinco deles anunciados nesta semana. A principal adição à defesa é Malang Sarr, promissor zagueiro emprestado pelo Chelsea. Zaidu Sanusi também deve ganhar espaço, como substituto de Alex Telles na lateral esquerda, enquanto Nanú chega à direita após se destacar no Marítimo. O meio ganha Marko Grujic, emprestado pelo Liverpool, depois de uma boa passagem pelo Hertha Berlim. Já o ataque foi o mais reforçado. Evanílson foi trazido após estourar no Fluminense, enquanto o iraniano Mehdi Taremi e o espanhol Toni Martínez fizeram bons campeonatos por equipes menores de Portugal na temporada passada.

Depois de duas vitórias no início do Campeonato Português, o Porto foi derrotado pelo Marítimo na terceira rodada. Nenhum dos novatos foi titular, na despedida de Danilo e Alex. A transformação do time deverá ser mais profunda durante a sequência da competição, tendo em vista ainda a bateria de jogos com o início da Champions League. A falta de uma opção de compra no empréstimo de Felipe Anderson não permite prever quão duradoura poderá ser sua passagem pelo Estádio do Dragão. Mas as condições são favoráveis para o brasileiro vingar e tentar ampliar sua permanência em Portugal.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Bloqueador detectado

A Trivela é um site independente e que precisa das receitas dos anúncios. Considere nos apoiar em https://apoia.se/trivela para ser um dos financiadores e considere desligar o seu bloqueador. Agradecemos a compreensão.