Portugal

De 2004 para cá, Porto já conseguiu € 600 milhões vendendo seus destaques

O Porto virou, especialmente na última década, um grande trampolim para jogadores sul-americanos. Uma ponte que os coloca em evidência na Europa e, às vezes lhes garante transferências para clubes maiores. Mas não foram  só os atletas que se beneficiaram disso. De 2004 para cá, os Dragões já arrecadaram incríveis € 600 milhões com transferências, quase metade delas com jogadores da América do Sul.

VEJA TAMBÉM: Ajax lança aplicativo que é uma beleza, mas talvez tenha passado do limite

A confirmação da venda de Danilo para o Real Madrid, nesta terça-feira, por € 31,5 milhões, fez o Porto quebrar a marca de € 600 milhões. Há quase quatro anos, o time desembolsou € 13 milhões para contratar o lateral-direito do Santos, e o lucro é impressionante para um prazo tão curto, mas nenhuma novidade para os Azuis e Brancos. Em 2009, o time contratou Falcao García, então do River Plate, pagando € 3,9 milhões por 60% dos direitos econômicos do atacante. Apenas dois anos depois, vendeu El Tigre por € 45 milhões para o Atlético de Madrid.

O valor, aliás, é o mais caro que o time  já arrecadou com a venda de um atleta, e apenas outro colombiano, James Rodríguez, iguala o número. Sua negociação para o Monaco em 2013 também rendeu € 45 milhões aos portugueses.

Atletas por nacionalidade:
Portugueses: 10
Brasileiros: 7
Argentinos: 4
Colombianos: 3
Franceses: 2
Uruguaios: 1
Gregos: 1

O fato de o Real Madrid ter pago € 31,5 milhões por um lateral e de o Manchester City, no ano passado, ter desembolsado € 30,5 milhões por Mangala, um defensor jovem, à época com 23 anos, que ainda não provara completamente sua capacidade, mostra uma inflação do mercado também clara em outras transferências, envolvendo outros clubes, e é isso que torna ainda mais impressionante como, em 2004, o Porto conseguiu arrecadar € 30 milhões por Ricardo Carvalho.

O Porto não é o melhor revelador de atletas de Portugal. O Sporting detém esse posto no país, mas não chega nem perto na capacidade de negociação de seus destaques com outros times. Os Dragões dominam essa arte, e, contando com uma equipe de olheiros bastante eficaz, fica fácil entender essa lucratividade tremenda. O que não a diminui, claro. O Porto dá aula de como gerar renda através da negociação de atletas. Se ao menos os clubes dos quais o Porto tira esses atletas tivessem a habilidade do time português, talvez essa ponte nem fosse necessária. E quem  lucraria toda essa dinheirama seriam Santos, Grêmio e até o Vila Nova.

Confira todas as 28 vendas feitas pelo Porto desde 2004:

CBfvlQvWwAAuWEP

Mostrar mais

Leo Escudeiro

Apaixonado pela estética em torno do futebol tanto quanto pelo esporte em si. Formado em jornalismo pela Cásper Líbero, com pós-graduação em futebol pela Universidade Trivela (alerta de piada, não temos curso). Respeita o passado do esporte, mas quer é saber do futuro (“interesse eterno pelo futebol moderno!”).

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo