Portugal

A renovação de Rúben Amorim reconhece o excelente trabalho e garante que o Sporting seguirá mais firme no caminho certo

Rúben Amorim tem uma carreira bem curta como treinador, mas com números absurdos. Em 13 jogos com o Braga, chegou a vencer suas primeiras sete partidas, conquistando a Taça da Liga e mantendo quase 80% de aproveitamento dos pontos disputados. O acerto com o Sporting antecipou sua saída, mas a atual temporada prova o talento do ex-volante na casamata. O percentual de pontos conquistados permanece praticamente o mesmo e coloca os leoninos como favoritos no Campeonato Português, diante de um incômodo jejum de 19 anos. Prova da confiança, a diretoria já tratou de anunciar a renovação com o comandante até 2024.

Mais do que a ampliação do vínculo, o novo contrato de Rúben Amorim reconhece o trabalho fantástico realizado pelo lusitano. Certamente aumenta seu salário e dificulta que o treinador aceite a proposta de outro clube, com uma multa rescisória mais alta. Afinal, o nome do sportinguista começa a circular em outros centros da Europa, por tudo o que tem feito. Com a abertura aos técnicos portugueses na Inglaterra, alguns clubes da Premier League já começaram a acompanhá-lo de perto para o futuro. Segundo matéria do jornal A Bola, Leeds United e Leicester projetam Amorim a médio prazo, mesmo que estejam contentes com Marcelo Bielsa e Brendan Rodgers.

“Ambas as partes quiseram prolongar o contrato. Foi uma conversa muito rápida, muito amigável. Eu estava contente com o Sporting e o Sporting comigo, e por isso vamos aumentar a nossa ligação”, declarou Amorim. “Não vou confirmar se são 30 milhões a cláusula de rescisão e não vou confirmar nem pormenores do contrato. Os contratos são feitos de acordo com a confiança de ambas as partes e, enquanto eu estiver feliz no Sporting, não será uma razão de dinheiro. Se me quiserem mandar embora aí é uma questão de me pagarem, porque eu estou muito feliz aqui. O projeto é a minha cara e temos muito para fazer, sabendo que o futebol é o momento e que daqui a duas semanas podemos estar num ambiente diferente”.

“O nosso objetivo é ganhar jogos, elevar a formação, ganhar títulos obviamente – porque estamos no Sporting. Agora, isso deve ser uma consequência do trabalho em si. Aumentou-se o contrato, mas a ambição não muda. Principalmente, não muda que temos de ganhar o próximo jogo apenas. Jogo a jogo é muito mais fácil lidar com tudo isto que estamos a viver”, complementou. “Nós temos uma ideia para o clube, a longo prazo. É como eu disse na Taça da Liga: agora, para me mandarem embora, têm de me pagar um bocadinho mais. É a única diferença que há. Não interessa os supostos interessados no treinador, o contrato”.

Rúben Amorim soma 40 partidas pelo Sporting, com 29 vitórias e apenas quatro derrotas. No final da temporada passada, quando iniciou sua transição ao lado do assistente Emanuel Ferro, perdeu apenas os clássicos. E a eliminação precoce para o LASK Linz nas preliminares da atual Liga Europa, com goleada, até ligava o sinal de alerta. Desde então, os leoninos só perderam mais um jogo, que custou a eliminação na Taça de Portugal. Neste ínterim, conquistaram a Taça da Liga em cima do Braga e lideram o Campeonato Português sem uma derrota sequer, após 21 rodadas.

Não é apenas o momento do Sporting que favorece o fim do jejum. A fase ruim de Porto e Benfica também permite que os alviverdes vislumbrem a taça tão cedo. Os leoninos sustentam atualmente uma vantagem de nove pontos na liderança, sobre o Braga, o mais confiável dos concorrentes. Os portistas têm dez pontos a menos e os benfiquistas perigam sequer conseguir a vaga na Champions League, com 13 pontos atrás. Os sportinguistas registram ainda o segundo melhor ataque e uma estupenda defesa que só foi vazada dez vezes, média inferior a um tento sofrido a cada dois jogos.

Cabe dizer que, antes que o Campeonato Português começasse, o Sporting não figurava na lista de favoritos. Benfica e Porto fizeram investimentos em seus elencos, ainda que os portistas tenham perdido nomes importantes em relação à campanha do título passado. Os leoninos até gastaram, aproveitando vendas polpudas. Ainda assim, tinham menos badalação, ao confiarem em jovens que se destacaram em clubes menores e outros medalhões sem custos. Deu liga. E permitiu que a diretoria até investisse mais na janela de inverno, com Paulinho se transformando num símbolo da ambição, ao chegar do Braga.

Uma das virtudes que mais se destacam em Rúben Amorim é a maneira como conseguiu montar esta nova equipe, promovendo destaques. Pedro Gonçalves é um dos reforços e faz a diferença na linha de frente, assim como Nuno Santos. Outros nomes também passaram a se colocar entre os melhores da equipe, como o garoto Nuno Mendes. Já atrás, a liderança de Sebastián Coates se torna ainda mais fundamental. Com um time encaixado e que aproveita bastante o trabalho ofensivo dos meias, num costumeiro 3-4-2-1, os alviverdes saltaram de produção. E, apesar do espanto com os números defensivos, a equipe estabelece seu sucesso com um estilo de jogo agressivo, que valoriza o comandante.

O que Rúben Amorim consegue é excelente, sobretudo quando o passado recente do Sporting é considerado, com diversos tumultos internos e escolhas ruins. Conseguir tal mudança na primeira temporada completa indica o tamanho de seu talento. E a renovação de contrato reforça como o projeto não deverá ser pontual, como há uma ideia de seguir crescendo em médio prazo. Talvez o comandante não cumpra os três anos que tem pela frente até 2024, mas é um acerto e tanto dos leoninos, com o nome mais talentoso da nova geração de treinadores portugueses.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Bloqueador detectado

A Trivela é um site independente e que precisa das receitas dos anúncios. Considere nos apoiar em https://apoia.se/trivela para ser um dos financiadores e considere desligar o seu bloqueador. Agradecemos a compreensão.