O Pescara não disputa a Serie A desde 2017, mas certamente se coloca entre os clubes italianos que melhor usam as redes sociais e se aproximam do público. Durante a quarentena, os Delfini lançaram uma nobre campanha para cativar seus jovens torcedores: realizaram um concurso somente entre crianças para escolher a camisa especial do clube à próxima temporada. Os pequenos estavam livres para imaginar o desenho do uniforme biancazzurro e botar no papel. Após votação aberta ao público, o ganhador foi Luigi D’Agostino, um menino de seis anos de idade.

A ideia de Luigi possui traços muito característicos. A camisa traz o golfinho, símbolo do clube, flutuando sobre as águas com a bola à sua frente e um arco-íris desenhado no céu azul. O uniforme até lembra um pouco a combinação de cores dos anos 1980 e 1990, sobretudo pelo arco-íris, mas mantém o azul predominante dos Delfini. E o time promete entrar em campo na próxima temporada com a ideia dada pelo menino.

O Pescara até elaborou a “versão real” da camisa, ao anunciar os três finalistas do concurso. Fornecedora de material esportivo, a Errea aperfeiçoou o desenho, mas manteve os traços principais de Luigi. Nem todo mundo vai gostar do modelo em si, possivelmente. Porém, a história por trás deve fazer o uniforme ser um sucesso de vendas. O significado vai além para o pequeno torcedor e para o momento da Itália.