Virou até incidente diplomático. O Brasil, e a Confederação Brasileira de Futebol de Salão, se consideravam hexacampeões mundiais de futsal (e hepta após o título deste domingo na Tailândia). A Fifa considerava o Brasil tetra (e agora penta). A diferença? Três edições da Copa do Mundo, duas delas vencidas pelo Brasil, nos anos 80, antes de a Fifa abraçar o futebol de salão e transformá-lo no futsal. A entidade internacional não reconhece essas competições, ao contrário da CBFS. E – atenção que não é todo dia que isso acontece – a Fifa está certa nesse caso.

O futebol de salão, ainda com esse nome, era organizado pela Fifusa e tinha grande força na América do Sul. Na Europa, era mais popular uma vertente que chamavam de futebol de cinco. Atenta ao potencial desses esportes, a Fifa resolveu criar o futsal, usando regras das duas modalidades nos anos 80. E, em 1989, organizou sua primeira Copa do Mundo de futsal.

Até então, a Fifusa havia organizado três Mundiais (1982, 85 e 88), os dois primeiros com títulos brasileiros (o último foi para o Paraguai). O Brasil conta esses troféus, mas… não deveria. E isso não se deve ao fato de o torneio ser legítimo ou não, de ser mais ou menos oficial. É simplesmente porque o Mundial da Fifusa continuou sendo disputado, inclusive com a participação do Brasil. Ou seja, esses títulos valem, mas para uma competição diferente da Copa do Mundo de futsal da Fifa.

A Fifusa continuou organizando suas competições, com as suas regras, até 2000, quando tentou uma unificação com o futsal da Fifa. Não teve sucesso e a entidade foi desfeita, sendo substituída pela Associação Mundial de Futsal. A AMF realiza competições e tem na América Latina suas grandes potências. Na última edição do Mundial, em 2011, a Colômbia foi a campeã, batendo o Paraguai na final.

O Brasil preferiu concentrar suas forças no futsal da Fifa e não está entre as potências na competição da AMF. No Mundial de 2011, por exemplo, foi eliminado na primeira fase.

Veja a lista de campeões mundiais da Fifusa/AMF

1982 – Brasil
1985 – Brasil
1988 – Paraguai
1991 – Portugal
1994 – Argentina
1997 – Venezuela
2000 – Colômbia
2003 – Paraguai
2007 – Paraguai
2011 – Colômbia