Campeonato BrasileiroMundoPremier League

Entre as 101 promessas do futebol mundial, quatro brasileiros e 18 ingleses. Está bom, então

O site  101 Great Goals publicou nesta quarta-feira sua lista anual de 101 maiores promessas do futebol mundial. Como boa parte dos sites britânicos faria, exagerou no número de ingleses que podem se tornar grandes jogadores. Afinal, quantos ingleses você vê cumprirem as expectativas e virar craques? A explicação talvez esteja na necessidade que os Three Lions têm de acreditar que o futebol de sua seleção possa melhorar nos próximos anos. Independentemente disso, a lista é interessante, traz quatro brasileiros (poucos para o tamanho da relação, é verdade) e muitos, mas muitos vídeos para justificarem as escolhas.

VEJA TAMBÉM: Alemanha já prepara sua próxima geração de Neuers

A inclusão de tantos ingleses pode ser explicada tanto pela pontinha de patriotismo quanto pelo público-alvo do 101 Great Goals. Dos 101 nomes levantados, nada mais, nada menos que 18 são ingleses. Das duas, uma: ou exageraram na dose, ou é melhor o mundo se preparar para uma fortíssima Inglaterra nas próximas Copas. Alguns nomes são bastante defensáveis, como Ross Barkley, Saido Berahino, Harry Kane, Luke Shaw e Raheem Sterling, que têm se destacado na Premier League por seus clubes, mas 18 em uma relação de 101 atletas é demais.

Na contramão disso, o Brasil tem apenas quatro representantes na lista, e apenas um deles atua no futebol brasileiro: Gabriel, o “Gabigol”, do Santos. Os outros três, Anderson Talisca, Marquinhos e Lucas Piazón, já levaram seu potencial para a Europa. E a verdade é que, considerando que na lista entraram atletas como Pogba, Laporte e Drexler, fica difícil encontrarmos aqui no Brasileirão nomes que pareçam poder pertencer a este grupo. De cabeça, vêm à mente apenas Douglas Coutinho, do Atlético Paranaense, e Lucas Silva, do Cruzeiro.

O critério básico para que algum atleta entrasse na lista era de que tivesse nascido em 1º de janeiro de 1993 ou depois. Com isso, o mais jovem da seleção é Martin Odegaard, do Stromsgodset. Com apenas 15 anos, mas tendo muita repercussão pelo talento que tem mostrado na primeira divisão norueguesa – além de já ter sido convocado para a seleção principal, apesar da baixa idade -, Odegaard já é especulado em diversos gigantes europeus, visitou o Real Madrid, mas nutre carinho especial pelo Liverpool, que é um de seus possíveis destinos.

Com nomes conhecidos apenas por aficionados pelo futebol de base e atletas já conhecidos do grande público, a lista ficou bem legal. Como toda relação de melhores atletas, haverá para algumas pessoas omissões inaceitáveis e inclusões injustificáveis, mas vale a pena ver a publicação original. Sem falar que, para cada jogador, incluíram um vídeo com lances que corroborasse as escolhas. Basta apenas clicar nos nomes dos atletas para conferir.

Confira aqui a lista completa do 101 Great Goals

Mostrar mais

Leo Escudeiro

Apaixonado pela estética em torno do futebol tanto quanto pelo esporte em si. Formado em jornalismo pela Cásper Líbero, com pós-graduação em futebol pela Universidade Trivela (alerta de piada, não temos curso). Respeita o passado do esporte, mas quer é saber do futuro (“interesse eterno pelo futebol moderno!”).

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo