Em sua quarta participação no Mundial de Clubes, o chegou às semifinais pela segunda vez. Neste sábado, o time mexicano saiu por cima de um jogo muito movimentado contra o , representante do país sede, com golaços para os dois lados. Venceu por 3 a 2 e marcou um encontro com o Liverpool, na próxima quarta-feira.

Desde o começo do jogo, o Monterrey levou perigo. Funes Mori achou Jesus Gallardo, pela esquerda. O chute de canhota explodiu no travessão. O Al Sadd respondeu rápido, mas Barovero fez a defesa no toque de Afif, de dentro da área. Aos 13, Pabón recebeu de Medina pela direita e chutou cruzado. Boa defesa de Al Sheeb.

Mas nem se Al Sheeb fosse oito ou tivesse dez metros de altura conseguiria defender o chute de Vangioni. O experiente lateral esquerdo argentino recebeu nas proximidades da intermediária e soltou uma bomba cruzada. A bola atingiu a parte de dentro da trave, quase na forquilha, e se dirigiu para as redes do Al Sadd.

Veterano, experiente, capaz de ditar o ritmo do meio-campo, Gabi errou feio no momento em que a partida se aproximava do intervalo. Estava pressionado na altura do meio-campo e tentou recuar para o goleiro, mas o passe saiu curto e o artilheiro Funes Mori estava esperto. Recolheu a bola e saiu cara a cara com Al Sheeb. Bastou um toque no canto para fazer 2 a 0.

O Monterrey voltou com vontade de matar o jogo e teve duas oportunidades com Pabón. Ele saiu em velocidade pela direita, entrou na área e chutou cruzado, aos cinco minutos, e depois pegou o rebote de uma bola que ficou pingando dentro da área, mas houve o desvio providencial para escanteio. Al Sadd continuou perdendo gols com Afif até Al Haydos cruzar da direita e Bunedjah cabecear para descontar.

No entanto, aos 30 minutos, Gallardo roubou a bola no campo de ataque e avançou. Fez boa jogada individual e rolou na medida para Carlos Rodríguez pegar de primeira e estufar as redes de Al Sheeb. Ainda deu tempo do Al Sadd descontar novamente, com um bonito chute cruzado de fora da área de , mas os donos da casa pararam nas quartas de final. E os mexicanos, agora, têm o Liverpool pela frente.

.

.

.

.

.