Manchester City é o elenco que custou mais caro para ser montado; Bayern é só 15º

Estudo do CIES Football Observatory mostra que os ingleses são os que mais gastam, constatando a prevalência financeira da Premier League

O Manchester City é o elenco que custou mais para ser montado, segundo revela um estudo do CIES Football Observatory, divulgado nesta segunda-feira, 12 de outubro. O elenco do time de Pep Guardiola custou €1,036 bilhão para contratar todos os jogadores, incluindo neste valor os bônus. O que chama a atenção é que o atual campeão europeu, o Bayern de Munique, é apenas o 15º na lista. O estudo leva em conta apenas as cinco grandes ligas (Inglaterra, Espanha, Alemanha, Itália e França).

[foo_related_posts]

É importante ressaltar que os valores do estudo se referem a quanto foi gasto pelos times para montar os elencos, ou seja, quanto se pagou para contratar os jogadores. Não é uma avaliação sobre o valor do jogador, como habitualmente faz o Transfermarkt. Neste caso, é uma avaliação subjetiva. O estudo da CIES é baseado apenas em valores efetivamente pagos.

O valor gasto para montar o atual elenco do Manchester City é €22 milhões maior do que o mês de setembro de 2019. O rival da cidade do líder também teve um aumento significativo. O Manchester United aumentou o valor em €93 milhões para montar seu atual elenco comparado a setembro de 2019. O valor total gasto passou de €751 milhões para €844 milhões. Um dos principais motivos do aumento foi Bruno Fernandes, que chegou em janeiro ao clube de Old Trafford por €55 milhões (mais variáveis que podem chegar a €80 milhões, que é o valor contabilizado).

Quem mais aumentou o valor gasto para montar o próprio elenco foi o Chelsea. O montante para contratar os atuais jogadores do time chegou a €761 milhões, um aumento de €198 milhões em relação ao ano anterior. O que é até esperado, considerando que foi o time que mais se movimentou na janela atual, para a temporada 2020/21. Chegaram jogadores como Kai Havertz (€80 milhões), Timo Werner (€53 milhões), Ben Chilwell (€50,2 milhões), Hakim Ziyech (€40 milhões) e Edouard Mendy (€24 milhões).

A lista dos elencos mais caros para serem montados é dominada pela Premier League. Nos 10 primeiros colocados, vemos seis ingleses. Se aumentarmos para os 20 primeiros colocados, isso se dilui mais e são nove. É neste ponto que chama a atenção quem está entre o 11º e o 20º. O atual campeão europeu, Bayern de Munique, é só o 15º, com €408 milhões gastos para ter os atuais jogadores.

A posição do Bayern indica que o clube bávaro gasta melhor o seu dinheiro e também consegue desenvolver alguns dos seus jogadores para se tornarem melhores. Isso, claro, além de conseguir ótimas oportunidades, como contratar Robert Lewandowski de graça do Borussia Dortmund.

Os clubes de fora da Premier League que aparecem no top 10 são os esperados: PSG (2º, €888 milhões), o Barcelona (4º, €826 milhões), Juventus (8º, €594 milhões). O Atlético de Madrid está logo depois, em 11º (€483 milhões). Curiosamente, o Napoli (13º, €467 milhões) está à frente da Internazionale (14º, €439 milhões), embora este último tenha gasto bastante na sua última janela. Isso, claro, também é fruto do quanto o Napoli gastou anteriormente para montar o atual elenco.

Confira os 20 primeiros colocados na lista no infográfico abaixo: