EuropaLeste Europeu

Petrescu comanda Unirea para o título na Romênia

Apenas pela segunda vez desde a II Guerra Mundial, dois clubes de fora da capital Bucareste ficaram com as duas primeiras posições do campeonato romeno. O surpreendente Unirea Urziceni, um time de desconhecidos e refugos, com apenas dois jogadores atualmente em alguma seleção nacional, e comandado pelo ex-lateral da seleção Dan Petrescu, ficou com o título, enquanto o Timisoara ficou com o vice-campeonato após ter de volta seis pontos retirados por uma decisão do Tribunal Arbitral do Esporte sobre uma pendenga de uso de nome. No fim das contas, o Unirea ficou com 70 pontos, três a mais que o Timisoara e cinco a mais que o Dinamo Bucareste.

O CFR Cluj, campeão da temporada passada, ficou apenas com o quarto lugar este ano, mas conquistou a Copa da Romênia ao fazer 3-0 no Timisoara.

As vagas para as copas europeias ficaram da seguinte forma: O Unirea vai para a fase de grupos da Liga dos Campeões, enquanto o Timisoara encara a terceira preliminar; Na Liga Europa, o Cluj e o Dinamo vão para a fase de playoff, o Vaslui para a terceira preliminar, e o Steaua para a segunda preliminar.

Num time sem estrelas, o destaque do campeonato foi o capitão do Unirea, George Galamaz. Com liderança e firmeza na zaga, comandou a equipe rumo ao título. Outro destaque foi o meia Mihai Roman, do Brasov. O jogador de 24 anos fez sua estreia na seleção romena contra a Lituânia, em amistoso disputado no último dia 06 de junho.

A artilharia do campeonato ficou dividida entre Gheorghe Bucur, do Timisoara, e Florin Costea, do Universitatea Craiova, ambos com 17 gols.

Bósnia-Herzegovina: resumo da temporada

O Zrinjski conquistou seu segundo título do campeonato bósnio, quatro anos depois de seu primeiro caneco. Com uma impressionante campanha dentro de casa – apenas um ponto perdido dentro de seu estádio, o Zrinjski terminou o campeonato com 57 pontos em trinta jogos, cinco a mais que o vice-campeão Slavija.

Com o título, o Zrinjski vai para a segunda preliminar da Liga dos Campeões, enquanto as vagas para a Liga Europa vão para o Slavija, vice-campeão, além de Sarajevo e Siroki Brijeg. O Sloboda e o Borac teriam direito às vagas, mas não obtiveram licenças da Uefa, então as vagas ficaram com os times licenciados melhor colocados abaixo deles. Na final da Copa da Bósnia, o Slavija empatou por 2-2 com o Sloboda, e venceu por 4-3 nos pênaltis.

Os maiores destaques do campeonato foram Dalibor Silic, do Siroki Brijeg, que aos 30 anos foi o artilheiro do time na temporada com nove gols, e ainda perdeu apenas uma partida da equipe ao longo do ano. Outro destaque foi Vlastimir Jovanovic, do Slavija, que aos 24 anos é um dos poucos jogadores da liga local a participar ativamente da seleção bósnia.

Na parte de baixo da tabela, foram rebaixados o Orasje, com 34 pontos, e o Posusje, com 23. Subiram da segunda divisão o Olimpik Sarajevo e o Rudar Prijedor.

Bulgária: resumo da temporada

Levski e CSKA, os rivais da capital Sofia, disputaram ponto a ponto o título até as rodadas finais, mas o Levski levou a melhor por apenas um ponto: 69 a 68. No dia 09 de maio, no confronto dos líderes, o Levski levou a melhor por 2-0, praticamente garantindo a primeira posição. Ao CSKA, comandado pelo ex-centroavante da seleção Lubo Penev, coube o consolo do vice-campeonato.

A Copa da Bulgária foi vencida pelo Litex Lovech, que fez 3-0 no Pirin Blagoevgrad e garantiu seu quarto título no torneio.

Com o título, o Levski vai para a segunda preliminar da Liga dos Campeões, enquanto CSKA, Cherno More e Litex disputarão a Liga Europa. Já os rebaixados foram Vihren Sandanski, Spartak Varna e Belasitsa Petrich.

O destaque do campeonato foi Martin Kamburov, autor de 17 gols em quinze partidas pelo Lokomotiv Sofia, após retornar ao futebol búlgaro vindo do Asteras Tripoli, da Grécia. Foi a terceira artilharia de Kamburov no campeonato búlgaro.

Outro destaque foi o jovem Spas Delev, do Pirin. Aos 19 anos, o jogador, já com passagens pela seleção sub-21, está atraindo a atenção dos grandes e pode disputar um torneio europeu na próxima temporada.

Bulgária: Penev considera um retorno aos gramados

Aos 42 anos, Luboslav Penev, atual treinador do CSKA Sofia e um dos maiores atacantes da história do futebol búlgaro, está pensando em se inscrever também como jogador para a próxima temporada.

Sem jogar desde 2002, Penev quer ajudar seu clube a conquistar o título perdido para o rival Levski este ano. Será que volta mesmo?

Bulgária: esperanças de classificação para a Copa caem depois de empate com a Irlanda

Depois de empatar em casa com a Irlanda (1-1), pelas eliminatórias para a Copa de 2010, a Bulgária não depende apenas somente de si para se classificar. Com oito pontos em seis partidas, os búlgaros estão atrás da própria Irlanda (13 pontos em sete jogos) e da líder Itália (14 pontos em seis jogos). Nas próximas rodadas, a Bulgária precisa vencer Montenegro em casa (05/09) e conseguir uma improvável vitória sobre a Itália fora (09/09), e ainda por cima secar a Irlanda. Por mais que a Bulgária tenha histórico de classificações complicadas – vide a da Copa de 1994, com um gol de Kostadinov no último minuto contra a França, em Paris, desta vez as coisas são bem mais difíceis.

Croácia: Bilic reconhece erro de tática contra a Ucrânia

O técnico da seleção croata, Slaven Bilic, reconheceu que errou na escalação do time no empate em casa contra a Ucrânia. Iniciando o jogo com Ivan Juric e Ivan Raktic no meio-campo, nenhum dos dois rendeu o esperado, e na segunda etapa ambos foram substituídos, respectivamente, por Ognjen Vukojevic e Jerko Leko, que deram mais consistência ao time. “Treinamos com duas formações antes da partida, e infelizmente eu escolhi a errada”, admitiu Bilic.

Com o empate, Croácia e Ucrânia estão com 11 pontos em seis jogos, enquanto a líder Inglaterra segue folgada na frente, com 21 pontos em sete partidas. Para Bilic, duas vitórias nos próximos jogos contra Belarus (12/08 fora, 05/09 em casa) pode deixar os croatas bem encaminhados para a vaga nos playoffs e sem depender tanto de um resultado contra a Inglaterra no dia 09 de setembro, em Wembley. Além disso, os croatas torcerão para a própria Belarus arrancar pontos dos ucranianos no confronto do dia 09/09 – é improvável que Shevchenko e cia. vacilem contra Andorra na rodada anterior. Se tudo der errado, a Croácia terá que fazer como fez nas eliminatórias para o Euro 2008: vencer a Inglaterra em Wembley, de novo.

República Tcheca: resumo da temporada

O Slavia Praga, depois de um começo tranquilo de campeonato, teve problemas na segunda parte do torneio, especialmente após a partida do atacante Tomas Necid para o CSKA Moscou, da Rússia, mas conseguiu segurar o título, ficando seis pontos à frente do rival Sparta (62 a 56). O time, com Necid, marcou 37 gols na primeira metade da temporada. Na segunda, apenas vinte.

O titulo da Copa ficou com o Teplice, que derrotou na final o Slovacko por 1-0, garantindo uma vaga na Liga Europa da próxima temporada. As outras vagas ficaram com Slavia e Sparta Praga (ambos na terceira preliminar da Liga dos Campeões), além de Slovan Liberec e Sigma Olomouc (Liga Europa).

O melhor jogador do campeonato foi o veterano zagueiro Tomas Repka, do Slavia. O ex-defensor da Fiorentina e do West Ham estava no topo de sua forma, apesar dos 35 anos. Tanto que a imprensa local pede seu retorno à seleção tcheca, onde ele não joga desde 2002.

De forma oposta ao veterano Repka, Vaclav Kadlec, de apenas 16 anos, foi um destaque do Sparta Praga no torneio, com gols importantes na campanha do clube. Kadlec já foi observado por olheiros do Liverpool por algum tempo.

Finalmente, o Viktoria Zizkov e o Tescoma Zlin foram rebaixados, dando lugar ao Bohemians e ao surpreendente Zenit Caslav, que há cinco anos era um time da quarta divisão e foi subindo até chegar à elite do futebol tcheco.

República Tcheca: Papadopulos troca Mlada Boleslav pelo Heerenveen

O atacante Michal Papadopulos, da seleção tcheca, foi vendido pelo Mlada Boleslav para o Heerenveen, da Holanda, por uma quantia não divulgada. O atacante, de 24 anos e 1,87m, anotou dez gols na última temporada e já teve passagens pelo Bayer Leverkusen e Energie Cottbus, ambos da Alemanha.

Macedônia: Stojkov e Ivanovski derretem a Islândia

A seleção da Macedônia estava há nove meses sem vencer uma partida pelas eliminatórias para a Copa de 2010, e vinha de um péssimo empate contra a Noruega. Num calor de 38 graus e com o estádio Philip II lotado, os macedônios derrotaram a Islândia por 2-0, com gols de Aco Stojkov e Filip Ivanovski. O resultado deixou os comandados de Misrad Jonuz com sete pontos em seis partidas, empatados com a Escócia, que tem uma partida a menos. A Holanda, líder do grupo, tem 21 pontos em sete jogos e já carimbou seu passaporte para a África do Sul.

Em agosto, os macedônios recebem a Espanha em amistoso, e em setembro, duas partidas fora de casa decidem o futuro da seleção nas eliminatórias: no dia 05, vão a Glasgow encarar a Escócia, e quatro dias depois visitam a combalida Noruega em Oslo.

Hungria: Fehérvár anuncia Lothar Matthäus como novo treinador

O alemão Lothar Matthäus é o novo técnico do Fehérvár. O clube, sexto colocado no último campeonato húngaro, trouxe o alemão para o lugar de Istvan Varga. É a segunda passagem de Matthäus, 48 anos, pelo futebol húngaro. O treinador dirigiu a seleção do país entre 2004 e 2005, e posteriormente trabalhou no Atlético Paranaense, Salzburg (Áustria) e Maccabi Netanya (Israel). O contrato de Matthäus com o clube é de dois anos, com opção para mais uma temporada.

Montenegro: Damjanovic salva a seleção da derrota contra o Chipre

A seleção de Montenegro segue sem vencer nas eliminatórias para a Copa de 2010. Na partida do grupo 8 disputada em Larnaca, o Chipre chegou a fazer 2-0, com Michael Konstantinou e Chrysostomos Michail, mas dois gols de Dejan Damjanovic na segunda etapa garantiram mais um ponto para os montenegrinos.

Com o resultado, Montenegro tem quatro pontos em seis partidas no grupo liderado pela Itália, e ainda busca sua primeira vitória nas eliminatórias. Nas próximas partidas, os montenegrinos visitam a Bulgária no dia 05 de setembro, enquanto dia 09 recebem os cipriotas.

Montenegro: resumo da temporada

O Mogren, que havia conquistado a Copa de Montenegro na temporada anterior, desta vez faturou o campeonato, com 74 pontos em 33 partidas. O Buducnost Podgorica ficou com o vice-campeonato, quatro pontos atrás, tendo na segunda metade da temporada uma série de oito jogos invictos, ameaçando a superioridade do Mogren, também conhecido como “Submarino Amarelo de Montenegro”.

A Copa de Montenegro desta temporada ficou com o Petrovac, que derrotou o Lovcen por 1-0, na prorrogação.

A artilharia e o título de melhor jogador ficou com Fatos Beciraj, do Buducnost, anotando 18 gols e conquistando uma vaga na seleção. Outro destaque foi Admir Adrovic, do Sutjeska, que fez uma boa dupla com Beciraj na seleção sub-21 e em breve deve subir para a seleção principal.

O Jedinstvo foi rebaixado diretamente para a segunda divisão, e o Jezero, no playoff de acesso e descenso, perdeu para o Mornar. O Decic, outro que ficou para o playoff, derrotou o Mladost e permanece na primeira divisão.

Polônia: resumo da temporada

Numa última rodada emocionante. o Wisla Cracóvia conquistou seu 12º título polonês ao vencer o Slask por 2-0, impedindo assim que o Legia Varsóvia pudesse alcançá-los em pontos, terminando assim com 64 pontos, contra 61 do Legia, e 59 do Lech Poznan, terceiro colocado.

Para o presidente do Wisla, Marek Wilczek, a próxima temporada tem um objetivo claro: a fase de grupos da Liga dos Campeões. “Já tentamos várias vezes, e sempre falhamos. Agora é a hora de chegar”, diz o presidente.

O Lech Poznan conquistou pela quinta vez em sua história a Copa da Polônia, ao derrotar o Ruch Chorzow por 1-0. Com isso, as vagas europeias ficaram com o Wisla (Liga dos Campeões), Lech Poznan, Legia e Polonia Varsóvia (os três na Liga Europa).

O destaque da temporada foi Pawel Brozek, do Wisla, que com seus 19 gols, terminou a artilharia empatado com Takesuke Chinyama, do Legia. Brozek é o primeiro a conseguir por duas temporadas seguidas a artilharia do campeonato polonês desde Kazimierz Kmiecik, que conseguiu o feito nas temporadas 77-78 e 78-79. Outro destaque foi Robert Lewandowski, do Lech. Comprado por 400 mil euros junto ao Znicz Pruszkow, da segunda divisão, o atacante anotou 14 gols na temporada e já é destaque na seleção, com três gols nos seus primeiros sete jogos.

Sérvia: Duas vitórias deixam seleção perto da Copa

A seleção sérvia está no mesmo grupo da França nas eliminatórias para a Copa de 2010. E pelo visto, os comandados de Radomir Antic não se importam com a presença de Henry, Ribery e cia. por perto. Com duas vitórias, 1-0 na Áustria, em Belgrado, e 2-0 nas Ilhas Faroe, em Tórshavn, os sérvios têm 18 pontos em sete partidas, oito a mais que os franceses, que estão com dois jogos a menos. E uma vitória sobre a própria França, no confronto do dia 09 de setembro, pode deixar a Sérvia com o passaporte carimbado para a África do Sul. Os franceses, antes do confronto decisivo em Belgrado, ainda tem as Ilhas Faroe, fora, e um jogo perigoso em casa contra a Romênia.

Eslováquia: a classificação para a Copa está perto

No único compromisso na rodada das eliminatórias para a copa de 2010, a Eslováquia fez 7-0 na modesta seleção de San Marino e reassumiu a liderança do grupo 3, com 15 pontos em seis partidas. A Irlanda do Norte vem atrás com 13 pontos, mas um jogo a mais. Bons resultados nas duas próximas partidas – o clássico contra a República Tcheca, em Bratislava, no dia 05 de setembro, e uma visita à Irlanda do Norte quatro dias depois – deixarão os eslovacos com as mãos na vaga para o Mundial.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo