EuropaLeste Europeu

Metade de Praga em festa

Nas últimas rodadas, Slavia e Sparta Praga se revezaram nas primeiras duas colocação da Gambrinus Liga. Houve certo momento, que poucos duvidavam que o Sparta não conquistaria o título. Pois a equipe tropeçou em partidas decisivas, enquanto o Slavia não vacilou e terminou a competição em primeiro lugar.

Foi a sétima conquista do Campeonato Tcheco na história do Slavia. Há 12 anos o time não faturava a competição.

O título veio com um empate em casa diante do Jablonec, em 2 a 2, no último final de semana. Enquanto isso, em Liberec, o Slovan bateu o Sparta por 4 a 3, em um jogo emocionante, e acabou com qualquer pretensão da equipe da capital. O Slavia foi a 60 pontos, três a mais que os rivais.

Com o resultado, o Slavia entra na Liga dos Campeões na terceira fase eliminatória, enquanto o Sparta precisa passar por mais um estágio. O terceiro lugar ficou com o Banik Ostrava, que terminou com dois pontos a menos do que o Sparta.

A última partida da temporada também marcou a reinauguração do estádio Eden. Construído na década de 50, ele passou por uma grande reforma nos últimos anos e finalmente foi liberado, agora com capacidade para 21 mil pessoas e padrão Uefa.

Entre os grandes destaques da equipe na temporada, estão o jovem defensor Marek Suchy e o meia tunisiano Tijani Belaid, ambos de 20 anos.

Suchy é uma das grandes revelações do futebol tcheco. Seguro, já se destacou na seleção sub-20 no Mundial de 2007, quando a equipe foi vice-campeã. Não deve demorar muito para ser ser convocado para a principal e chamar a atenção dos grandes clubes europeus.

Já Belaid está emprestado pela Internazionale-ITA. Nascido em Paris, ele se naturalizou tunisiano e atualmente defende a seleção da Tunísia. Porém, diversos problemas disciplinares têm atrapalhado sua carreira.

O técnico Karel Jarolim também foi fundamental na conquista do Slavia. Na equipe desde 2005, seu trabalho já rendeu uma classificação para a fase de grupos da Liga dos Campeões (2007/08) e agora o título nacional. Sob seu comando, o clube voltou a ter condições de enfrentar de igual para igual o Sparta.

Os vice-campeões, ao menos, não tiveram uma semana totalmente decepcionante. Afinal, na terça-feira, a equipe bateu o mesmo Slovan Liberec na final da Copa da República Tcheca e ficou com a taça pela quinta vez em sua história.

A conquista, no entanto, veio no sufoco. Após um empate em 0 a 0 no tempo normal, o triunfo veio nos pênaltis, por 4 a 3.

Seleção tcheca

O técnico Karel Bruckner não vê a hora da Eurocopa começar. Até porque, se demorar um pouco mais, ele fica sem jogadores para escalar.

Exagero à parte, a República Tcheca tem sofrido diversas perdas nos dias finais de preparação para o torneio europeu. Nas últimas duas semanas, o time perdeu o zagueiro Radek Sirl (Zenit-RUS), com uma lesão nos ligamentos do joelho direito, o meia Daniel Pudil (Slavia Praga), mahucado na mão, além de Tomas Rosicky (Arsenal-ING), que há alguma tempo já tinha confirmado sua ausência devido uma lesão no joelho esquerdo.

Some a preocupação acerca do goleiro Jaromir Blazek, que sofre com uma contusão abdominal e ainda vai ficar algumas semanas de fora. Mesmo assim, Bruckner decidiu levar o experiente goleiro de 35 anos para a competição. Isso sem falar na ausência de Pavel Nedved do elenco.

Até o próximo dia 28 Bruckner definirá, de uma vez por todas, quem irá defender a República Tcheca na Euro. Ou melhor, quem sobreviver até lá.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo