Champions LeagueLeste Europeu

Dança das cadeiras: Cluj demite décimo técnico desde 2007

O Cluj vai confirmando sua posição como um dos clubes mais instáveis da Europa. Não pelos resultados ruins em campo, mas pela falta de continuidade no comando técnico. Os romenos confirmaram nesta quarta-feira a saída do técnico Ioan Andone, em acordo mútuo com a diretoria.

Desde 2007, o clube realizou dez trocas de treinadores e, ainda assim, ganhou três das últimas cinco edições do Campeonato Romeno. Andone, que tinha assumido a equipe em abril, estava em sua segunda passagem pelo clube – na primeira, permaneceu um ano e três meses no cargo, recorde desde então.

“Estamos orgulhosos de tudo o que conquistamos com Andone, que tem e sempre terá um lugar especial no coração de nossos torcedores”, declarou o Cluj, em nota oficial. Já o presidente Arpad Paszkany confirmou que a intenção é buscar um técnico estrangeiro. Edoardo Reja, ex-Lazio, é um dos favoritos para o cargo.

O Cluj faz campanha modesta no Campeonato Romeno, ocupando a 10ª colocação após 12 rodadas. Já na Liga dos Campeões, a equipe é a vice-líder do Grupo H, com quatro pontos. Nesta terça, os Feroviarii empataram por 1 a 1 com o Galatasaray.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo