Kroos: “Com estas novas competições, está claro que somos apenas marionetes da Fifa e da Uefa”

Em um posicionamento raro, Toni Kroos foi bastante contundente ao criticar a criação de novas competições por parte de entidades como Uefa e Fifa. Participando do podcast Einfach mal Luppen, o jogador do Real Madrid atacou a ganância por trás desses novos torneios e disse que jogadores são apenas marionetes das federações.

[foo_related_posts]

Em um momento em que se fala de uma possível reformulação da Champions League, na ampliação do Mundial de Clubes e até na criação de uma Superliga Europeia, Kroos está cansado disso tudo. Para ele, a única motivação por trás desses projetos é o dinheiro, em detrimento do bem-estar físico dos atletas.

“Está claro com a invenção dessas novas competições que somos apenas marionetes da Fifa e da Uefa. Novas competições são concebidas, como a Liga das Nações ou a expansão do Mundial de Clubes, para maximizar o lucro e, ao fazer isso, estão simplesmente forçando os jogadores a novos limites físicos”, queixou-se o meio-campista do Real Madrid.

“Essas competições são criadas para fisicamente sugar tudo de cada jogador e o máximo de dinheiro possível.”

Para Kroos, as ligas nacionais e a Champions League são “produtos de altíssima qualidade” que não devem ser alterados. Atualmente, a ideia de uma Superliga Europeia ameaça o futuro da organização do futebol europeu como ele é conhecido há décadas. O jogador da seleção alemã não vê sentido em consertar o que não estaria quebrado: “Quando certas coisas funcionam bem, é uma boa ideia deixá-las como elas são”.

Por mais que alguns atletas e treinadores costumem se queixar de calendários congestionados, raramente alguém da estatura de Kroos se posiciona tão inequivocamente quanto fez o alemão. Com a projeção que sua voz pode ter, vale a pena ficar de olho se mais atores do futebol se juntam ao seu coro.