EuropaItália

Sérvios e albaneses da Lazio dão as mãos em nome da paz entre seus povos

Sérvios e albaneses não conseguiram deixar as suas diferenças de lado sequer por 90 minutos e foram os personagens de uma briga generalizada no começo da semana, durante uma partida do Grupo I das Eliminatórias da Eurocopa de 2016. Ainda no rescaldo disso, jogadores desses dois países que atuam pela Lazio tiraram uma foto para provar que seres humanos, apesar de disputas políticas e territoriais, conseguem conviver civilizadamente.

LEIA MAIS: Sérvia x Albânia teve drone político, confusão generalizada e acabou suspenso

Estão na imagem divulgada os albaneses Lorik Cana, Etrit Berisha e Thomas Strakosha e os sérvios Filip Djordjevic e Dusan Basta no estúdio da televisão do clube italiano, com as mãos dadas. Isso mostra, segundo o presidente da Lazio, Claudio Lotito, como o futebol pode ajudar a juntar as pessoas e resolver os problemas.

Os sérvios e albaneses da Lazio se juntaram pela paz
Os sérvios e albaneses da Lazio se juntaram pela paz

“Os eventos tristes que aconteceram na partida entre Sérvia e Albânia foram um caso isolado”, afirmou. “É apropriado e correto mostrar as pessoas diferentes que se juntam por causa do futebol. É o que acontece com a Lazio. Esses jogadores representam o sentimento de irmandade. Não há diferenças políticas e, ao contrário, há uma união harmoniosa de pessoas e países. É mais um exemplo do que o futebol pode ensinar à política”.

O presidente Lotito talvez tenha esquecido de mencionar o tanto de intolerância que ainda existe no futebol, inclusive nas arquibancadas da própria Lazio, com grupos de torcedores fascistas, que não são realmente conhecidos por unir as pessoas e aceitar as diferenças. De qualquer forma, nesse caso específico da briga entre sérvios e albaneses, o clube italiano mandou muito bem mostrando que povos distintos podem dar as mãos.

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo