ÁfricaCopa Africana de NaçõesSerie A

Senegal avisou a convocação de Baldé a um e-mail desativado da Inter e, por isso, ele não poderá jogar

Você já enviou algum e-mail importante a uma conta que não mais existia e deu com os burros n’água? Os problemas com o mundo digital são corriqueiros, e se engana quem pensa que o futebol profissional está imune a isso. Justamente esta questão gerou um episódio insólito na Data Fifa. Senegal não deve contar com Keita Baldé em seu próximo compromisso porque não conseguiu contatar a Internazionale e avisar que o atacante foi convocado. Mas não por falta de tentativa: a mensagem enviada pela federação senegalesa partiu a um e-mail desativado dos nerazzurri. Como a informação nunca chegou aos destinatários, o clube se recusa a liberar o atleta.

A história foi confirmada através de um comunicado assinado por Abdoulaye Sow, vice-presidente da federação de Senegal. “Mandamos o e-mail para a Inter, mas foi a uma conta que o clube não usa mais. Eles mudaram o endereço. Neste momento, o jogador não pode deixar a equipe e também não pode ser chamado para se juntar a nós. Seu clube é intransigente em relação a isso”, relatou o cartola, se queixando da postura dos italianos.

Já classificada à Copa Africana de Nações de 2019, a seleção de Senegal cumpre tabela nas eliminatórias continentais. Visita Bata, onde enfrenta a Guiné Equatorial, eliminada da competição. Ao menos o prejuízo não será tão grande aos Leões de Teranga. Presente na Copa do Mundo, Baldé soma 23 jogos e quatro gols pela equipe nacional. Agora, poderá se dedicar à Inter, à qual está emprestado pelo Monaco. O ponta é uma substituição comum no segundo tempo das partidas dos nerazzurri. Participou de 13 jogos com o clube, apenas três como titular.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo