ItáliaSerie A

A Juve pretendia cozinhar o final do jogo contra o Verona, e a torcida quase ajudou

O jogo parecia fácil, mas ficou surpreendentemente apertado no final. A Juventus fez 2 a 0 no Verona no primeiro tempo e controlava a partida. Até que Toni fez o gol para os veroneses logo após a volta do intervalo e a partida esquentou. O time da casa passou a pressionar, e os bianconeri se defendiam como dava.

Nos acréscimos, em mais um dos tantos chuveirinhos do Verona na área juventina, a bola bate no braço de Lichtsteiner. O juiz manda o jogo seguir. A torcida fica furiosa e atira um objeto no gramado. Chinelo? TênisPedra? Lata de cerveja? Garrafa? Nada disso. Atiraram uma panela. Tudo bem que a Itália é um país de grande cultura gastronômica e que muita coisa por lá é resolvida em uma mesa cheia de massa, mas o que um torcedor foi fazer com uma panela no estádio?

Bem, a Juventus tentava cozinhar o jogo, mas não deu certo. Minutos depois da panela voadora, Rômulo cruzou na área e Gómez Taleb empatou a partida.

Foto de Ubiratan Leal

Ubiratan Leal

Ubiratan Leal formou-se em jornalismo na PUC-SP. Está na Trivela desde 2005, passando por reportagem e edição em site e revista, pelas colunas de América Latina, Espanha, Brasil e Inglaterra. Atualmente, comenta futebol e beisebol na ESPN e é comandante-em-chefe do site Balipodo.com.br. Cria teorias complexas para tudo (até como ajeitar a feijoada no prato) é mais que lazer, é quase obsessão. Azar dos outros, que precisam aguentar e, agora, dos leitores da Trivela, que terão de lê-las.
Botão Voltar ao topo