Itália

Presidente do Cagliari é preso por confusão em estádio

O presidente do Cagliari, Massimo Cellino, foi preso por uma confusão causada pelos torcedores do time em jogo contra a Roma, no dia 23 de setembro de 2012. O prefeito de Quartu Sant’Elena, Mauri Contini, também foi preso pelas investigações, junto com outra autoridade.

Na ocasião, as autoridades da cidade Cagliari proibiram a entrada de público, mas o presidente fez uma convocação para que os torcedores fossem ao estádio mesmo assim, o que ocasionou uma confusão e o jogo foi cancelado. Cellino criticou publicamente o governo por “colocar obstáculos” e “criar burocracias” para que o time jogasse com torcida no estádio. O time já tinha jogado uma

partida com portões fechados pela proibição, contra a Atalanta. Após julgamento da justiça esportiva italiana, a Roma foi declarada vencedora por 3 a 0, uma vez que o cancelamento do jogo foi causado pelo Cagliari.

O Cagliari deixou de jogar no estádio Sant’Elia, onde mandava seus jogos desde 1970, para jogar na IS Arenas, a pouco mais de 10 quilômetros, porque as autoridades de Cagliari tinham restrições de segurança que impediam o time de jogar com público. Em Quartu Sant’Elena, que fica na região metropolitana de Cagliari, o time tinha menos restrições das autoridades em relação à segurança e, por isso, resolveu mandar seus jogos no município.

zp8497586rq

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo